Federação Paulista de Volleyball

FPV

ON LINE/HERVAL E BANESPA/MASTERCARD FAZEM SEMI DE ARREPIAR

18 mar 2005

Rio de Janeiro – Verdadeira pedreira. Coincidência ou não, este foi o termo usado tanto por Jorge Schmidt quanto por Mauro Grasso, técnicos de On Line/Herval (RS) e Banespa/Mastercard (SP), respectivamente, para definir o que esperar da série melhor de cinco das semifinais da Superliga masculina de vôlei 04/05. E o primeiro jogo entre as equipes acontece nesse domingo (20.03), às 15h, no ginásio da Ginástica, em Novo Hamburgo (RS), com transmissão do canal Sportv.

Na fase classificatória, houve uma vitória para cada lado, como recorda Mauro Grasso. “Perdemos a primeira partida para eles por 3 sets a 0, na segunda rodada. Foi um jogo atípico pelo pouco tempo de trabalho que tivemos. Logo após o título paulista, o grupo teve 10 dias de folga e apenas dois dias de treino antes da estréia na Superliga. No segundo jogo contra On Line/Herval, na nossa casa, demos uma vacilada, mas vencemos por 3 a 2. Subestimamos a equipe deles”, resume.

Mauro Grasso acredita na força do seu elenco, que terminou a fase classificatória em segundo lugar, mas não deixa de citar a grande fase de um jogador. “Tenho o Nalbert, que faz a diferença. O grupo da On Line/Herval não tem um fora-de-série. Mas o Talmo (levantador do time gaúcho) joga com velocidade. A regularidade do passe da equipe deles é grande. É um estilo de jogo parecido com o nosso. Temos é que caprichar ainda mais no saque para desestabilizá-los”, argumenta.

As variações táticas da equipe gaúcha foram um outro ponto levantado pelo técnico do Banespa/Mastercard, e isso torna o adversário aguerrido e perigoso, segundo ele. Jorge Schmidt concorda que a On Line/Herval tem um grupo bem homogêneo. “O elenco está forte. Quem entra compensa à altura o trabalho daquele que sai. E quem deixa o banco é para resolver. Um dos nossos segredos é este, de poder usar todo mundo e variar a equipe taticamente”, admite Jorginho.

O técnico da On Line/Herval ficou satisfeito com a apresentação da equipe no clássico gaúcho, que definiu a classificação para as semifinais. “O cruzamento que fizemos contra o Bento/Union Pack foi simbólico para o Estado. Clássico é sempre difícil. As equipes se conhecem bem, foi inclusive a última que eu havia treinado. Sinto por eles, mas vida que segue. Nosso time esteve dedicado, coeso, e merece esta onde está”, analisa.

A projeção que Jorginho faz agora é de um novo confronto nivelado. “Penso que este cruzamento reserva um grande espetáculo, mesmo sabendo da tradição do adversário. Falar em voleibol brasileiro hoje é falar em Banespa/Mastercard. Serão partidas que colocarão dois times parelhos frente a frente. Quem trabalhar melhor a tática e a mentalização, deverá chegar à final. Estamos muito motivados”, encerra Jorginho.

EQUIPES

ON LINE/HERVAL – Talmo, Tuba, Digão, Bozko, Riad e Patel. Líbero: Jeffe.Técnico: Jorge Schmidt.

BANESPA/MASTERCARD – Vinhedo, Rivaldo, Nalbert, Ricardo Serafim, Alberto e Michael. Líbero: Polaco.Técnico: Mauro Grasso.

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560