Federação Paulista de Volleyball

FPV

WIZARD/SUZANO SE RECUPERA E LEVA DECISÃO PARA 3º JOGO

12 mar 2005

Canoas (RS) – Tudo igual na série melhor de três das quartas-de-final entre Ulbra (RS) e Wizard/Suzano (SP), pela Superliga masculina de vôlei 04/05. Depois de ser derrotado em seu ginásio, o time paulista foi obrigado a se reabilitar nesta sexta-feira (11.03) fora de casa, no ginásio da Ulbra, em Canoas (RS): 3 sets a 0 (25/20, 25/19 e 25/19), em 1h19, o que força a terceira e derradeira partida, na próxima quarta-feira (16.03), às 20h, no ginásio Paulo Portela, em Suzano (SP).

Ao final do jogo, André Nascimento, do Wizard/Suzano, foi pego de surpresa ao ser homenageado com uma placa, especialmente confeccionada pela Confederação Brasileira de Voleibol, alusiva aos mais de 2.000 pontos já marcados em Superligas (agora, já são 2.098). Ele é o segundo maior pontuador de toda a história da competição. “Fiquei muito feliz. Nem tinha idéia de quantos pontos havia feito. É um incentivo, um reconhecimento ao nosso trabalho”, declarou o oposto, atrás apenas de Dirceu Paulino, que fez 2.210 pontos.

André Nascimento, inclusive, foi o maior pontuador da partida, com 16 pontos. O Troféu VivaVôlei de melhor jogador em quadra, porém, ficou com seu companheiro de equipe, Dentinho. “Diferentemente do jogo passado, nosso time impôs o ritmo do início ao fim. A equipe deles errou mais do que antes. O Kid, por exemplo, não jogou como na primeira partida, quando fez a diferença e dificultou para a gente. Mas o terceiro jogo será outra pedreira. É decisão, vida ou morte mesmo”, analisou André Nascimento.

Como não poderia deixar de ser, Ricardo Navajas, técnico do Wizard/Suzano, estava bem mais tranqüilo, aliviado, e até com uma dose de bom humor. “Estou ficando velho e não posso me exaltar tanto. Mas a equipe estava com a cabeça boa neste jogo, concentrada e descansada, pois sabia que tinha de vencer. A gente vinha falhando no primeiro set e acertando no segundo. Mas, graças a Deus, deu tudo certo e levamos a decisão para a terceira partida”, disse Navajas.

Roberto Tietz, técnico da Ulbra, reconheceu a superioridade do Wizard/Suzano. “Nosso time jogou muito mal. O passe não entrou, assim como o saque, o que fez com que eles jogassem com a bola nas mãos. A equipe do Wizard/Suzano é muito qualificada e teve um volume de jogo grande. Acho que foi a melhor partida deles nesta Superliga. Agora, precisamos trabalhar a cabeça dos jogadores, porque sabemos que podemos vencê-los de novo. Só que com outra postura”, analisou Tietz.

Fonte: Tuddo Comunicação

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560