Federação Paulista de Volleyball

FPV

Vôlei masculino do Sesi-SP vence Brasil Kirin e sai na frente na semifinal do Campeonato Paulista

12 out 2014



 

 

Fonte: Amanda Demétrio,
Agência Indusnet Fiesp

 

São Paulo (SP)
– Na primeira das duas partidas da semifinal, a equipe masculina de vôlei do
Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) venceu o Brasil Kirin na
noite desta sexta-feira (10/10) e saiu na frente na luta pela vaga na final.
Jogando em casa, no ginásio da Vila Leopoldina (zona oeste da capital), o
Sesi-SP venceu por 3 sets a 1 (25/23, 20/25, 30/28 e 25/18).

 

Com 24
acertos, o oposto Theo foi o maior pontuador da partida que marcou a volta do
ponteiro Murilo, recuperado de uma lesão em sua passagem pela seleção
brasileira no Mundial da Polônia.



Na avaliação
de Marcos Pacheco, técnico do Sesi-SP, a equipe ainda precisa evoluir. “Foi uma
boa partida. O time tem que aprender a resolver seus problemas. Coletivamente,
esse time precisa aprender a jogar junto. Vencemos, maravilhoso. A cada jogo, o
time vai evoluindo.”

 

A equipe
atuou com Marcelinho (levantador), Theo (oposto), Mão (ponteiro), Rogério
(central), Lucão (central), Lucarelli (ponteiro) e Serginho (líbero). Entraram:
Murilo (ponteiro), Rafael (oposto) e Bernardo (levantador).

 

A partida
decisiva está marcada para quinta-feira (16/10), em Campinas. Se o Sesi-SP
vencer garante vaga na final. Se perder, um Golden Set define o finalista.

 

O jogo

 

O primeiro
set começou equilibrado com as duas equipes atacando. Com a diferença de um
ponto, o primeiro tempo técnico foi de 07/08 para o Brasil Kirin. Na volta, com
ace de Marcelinho, o Sesi-SP passou a frente abrindo 14/11 e forçou o técnico
do time de Campinas a pedir tempo técnico. Aumentando ainda mais a vantagem, o
Sesi-SP abriu cinco pontos de vantagem com ace de Lucão e uma boa defesa do líbero
Serginho, forçando mais um tempo técnico do adversário. Erros de ataque do lado
Sesi-SP facilitaram aproximação do Brasil Kirin no placar, diminuindo a
vantagem para apenas um ponto, mas a equipe da Vila foi mais guerreira e
garantiu o primeiro set (25/23). Destaque do primeiro set, o central Rafael foi
o responsável por pontos de ataque e de bloqueio.

 

No segundo
set o time de Campinas entrou mais forte, cometeu poucos erros e chegou abrir
uma vantagem de seis pontos, forçando o técnico do Sesi-SP, Marcos Pacheco,
pedir tempo. Na frente durante todo o set, o Brasil Kirin aproveitou alguns
erros no ataque e na defesa do Sesi-SP para manter a vantagem na pontuação. Após
o segundo pedido de tempo técnico de Pacheco, a equipe da Vila acertou algumas
jogadas mas não foram suficientes para virar o placar, o time adversário fechou
o segundo set em 20/25.

 

No
terceiro set, o técnico Pacheco optou por começar com Murilo no lugar do
central Mão. Com erros de saque dos dois times, o set começou equilibrado. O
time de Campinas chegou abrir três pontos de vantagem, mas após o pedido de
tempo de Pacheco o time da Vila se recuperou e passou a frente, fechando o
primeiro tempo técnico em 08/07. Forçando e encaixando bons saques, o Sesi-SP
manteve a vantagem de um ponto durante o set e garantiu mais uma parcial
(16/15). Ponto a ponto, as duas equipes mantinham o empate, mas com a garra de
Theo atacando e forçando o saque o time do Sesi-SP foi mais guerreiro e
garantiu o terceiro set com 30/28.

 

Assim como
nos três primeiros, o quarto set começou bastante disputado, com as duas
equipes atacando e pontuando. Para sair na frente e fechar o primeiro tempo técnico
do set, o Sesi-SP apostou em saques forçados, dificultando a recepção do time
adversário. Dando sequencia às boas jogadas e abrindo cinco pontos, a equipe de
Pacheco forçou o técnico do Brasil Kirin pedir tempo para tentar quebrar o
ritmo e se recuperar na partida. Sem sucesso, o time de Campinas não conseguiu
reagir e o Sesi-SP fechou mais um tempo técnico na frente (16/11). Aproveitando
os erros do adversário, o Sesi-SP colocou teve bom aproveitamento no ataque e
fechou o quarto e último set em 25/18.

Veja também: