Federação Paulista de Volleyball

FPV

Sollys/Osasco sai na frente nas semifinais

04 abr 2010

 


Fonte: CBV


Jaqueline foi a maior pontuadora da partida com 28 pontos


Rio de Janeiro (RJ) – O Sollys/Osasco (SP) saiu na frente nas semifinais da Superliga Feminina de vôlei 09/10. A equipe paulista derrotou o Pinheiros/Mackenzie (SP) na tarde deste sábado (03.04), por 3 sets a 1, com parciais de 25/15, 25/20, 21/25 e 25/23, em 2h13 de jogo no ginásio José Liberatti, em Osasco. Se voltar a vencer o segundo jogo, que acontecerá na próxima TERÇA (06.04), às 18h30, no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo, o Sollys/Osasco garantirá sua vaga na decisão da temporada.


Jaqueline, do Sollys/Osasco, foi a maior pontuadora da partida, com 28 pontos – 23 de ataque, quatro de bloqueio e um de saque. Fernanda Garay, do Pinheiros/Mackenzie, foi a segunda principal pontuadora da partida, com 19 acertos.


O JOGO


Um detalhe fez a diferença no primeiro set para o Sollys/Osasco: com a levantadora Carol Albuquerque no saque, o time marcou oito pontos consecutivos quando perdia por 8/11. Nessa passagem, além da própria Carol, com dois aces, Jaqueline brilhou no ataque e no bloqueio da equipe comandada por Luizomar de Moura. O Pinheiros/Mackenzie contribuiu para a reação do adversário, mostrando falhas na recepção, e desperdiçando duas finalizações. Depois disso, o Sollys/Osasco ganhou moral e manteve o domínio para vencer por 25 a 15.


No segundo set, o Pinheiros/Mackenzie voltou a estar à frente no placar. Depois de colocar 12/10, o time dirigido por Paulo Coco viu o Sollys/Osasco empatar com dois pontos de bloqueio consecutivos. A partir daí, o time de Osasco voltou a dominar o jogo. A campeã olímpica Carol Albuquerque continuou a distribuir com eficiência as jogadas de sua equipe. Pelo Pinheiros/Mackenzie, a ponteira Fernanda Garay e a oposto Lia não apareceram tão bem. Vitória do Sollys/Osasco por 25/20, após um erro de saque do adversário.


O técnico Paulo Coco fez com que sua equipe conseguisse virar o panorama no terceiro set. Após estar perdendo por 13/14, o Pinheiros/Mackenzie não só empatou, como conseguiu abrir uma vantagem de cinco pontos: 19/14. Além do bom saque, que dificultou o passe do Sollys/Osasco, Fernanda Garay se destacou no bloqueio. Neste fundamento, a jogadora do Pinheiros/Mackenzie marcou três vezes seguidas. No final do set, além de Fernanda Garay, a ponteira Ju Costa também brilhou no time da capital paulista, que chegou à vitória por 25 a 21.


O Pinheiros/Mackenzie saiu na frente e chegou aos dois tempos técnicos também em vantagem: 8/5 e 16/13, respectivamente, com um ponto de saque e outro de bloqueio – ambos da oposto Lia. O time do Pinheiros tinha o placar de 18/14, quando faltou luz no ginásio José Liberatti e o jogo teve de ser interrompido – a partida já havia sido paralisada por causa de uma goteira no set anterior.


Apesar da paralisação, a vantagem do Pinheiros/Mackenzie aumentou de quatro para cinco pontos: 20/15, após uma finalização de Fernanda Garay. Mas o Sollys/Osasco voltou a se acertar em quadra com o apoio da torcida. O time reagiu, empatou e virou o marcador com Carol Albuquerque no saque: 23/22. Em um erro de ataque do Pinheiros/Mackenzie, o time comandado por Luizomar de Moura fez 24/22. A ponteira Fernanda Garay diminuiu para 23/24, mas um saque desperdiçado por Ju Costa, levou o Sollys/Osasco a conquistar a primeira vitória: 25/23.


LUIZOMAR: “FOI A RECUPERAÇÃO DA ALMA E DO CORAÇÃO”


A vitória foi bastante comemorada por todas as jogadoras do Sollys/Osasco, principalmente, pela reação no quarto set – o time esteve atrás no placar até o 21º ponto. O técnico Luizomar de Moura destacou essa reabilitação da sua equipe.


“Foi a recuperação da alma e do coração. A gente queria muito a vitória. Perdemos o terceiro set e baixamos a guarda. O Pinheiros/Mackenzie cresceu demais no jogo na adversidade, e o nosso time também cresceu em situação adversa”, analisou Luizomar. “Falam muito do campeonato da Rússia, da Itália, mas a Superliga é o melhor campeonato do mundo”, completou o treinador do Sollys/Osasco.


EQUIPES


Sollys/Osasco – Carol Albuquerque, Natália, Thaísa, Adenízia, Jaqueline e Sassá. Líbero – Camila Brait


Entraram – Thaís, Ana Tiemi e Juliana


Técnico – Luizomar de Moura


 


Pinheiros/Mackenzie – Fabíola, Lia, BVárbara, Marina, Ju Costa e Fernanda Garay. Líbero – Verê


Entraram – Thaís e Roberta


Técnico – Paulo Coco

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560