Federação Paulista de Volleyball

FPV

Seleções do Sul e Sudeste garantem vagas nas semifinais do CBS

10 abr 2015

 




























 

Fonte: CBV

 

Saquarema
(RJ) – Jogos decisivos desta quinta-feira (09.04) definiram as equipes
semifinalistas do Campeonato Brasileiro de Seleções (CBS) juvenil feminino –
Sub 17 – da primeira divisão, torneio realizado pela Confederação Brasileira de
Voleibol (CBV), que acontece no Centro de Desenvolvimento do Voleibol (CDV), em
Saquarema (RJ).

 

No
primeiro jogo a seleção do Paraná garantiu a vaga após vitória no tie-break
sobre a equipe do Distrito Federal. A partida que encerrou em 3 sets a 2
(25/17, 23/25, 23/25, 25/13 e 15/13) foi a mais tensa e surpreendente do
Campeonato até o momento. Mesmo com a tranquilidade de vencer o primeiro set
com folga, as paranaenses perderam o equilíbrio no segundo e terceiro, ficando
atrás no placar durante o decorrer dos sets. A reação só surgiu no quarto set
quando a pressão de uma sequência de pontos deu mais segurança à equipe. Mas a
guerra de nervos veio mesmo no tie-break com uma intensa disputa ponto a ponto
ficando a partida empatada até o Paraná virar e o grito de alívio ecoar na
quadra paranaense.

 

“Já
sabíamos que não seria um jogo fácil, mesmo a equipe do Distrito Federal tendo
classificado como terceira do grupo. Cometemos erros que prejudicaram muito o
rendimento e isso desequilibrou a equipe, mas conseguimos reverter o jogo que
foi definido nos detalhes”, comentou aliviada a central paranaense Daiane
Silva, 18.

A segunda
semifinalista saiu de outro grande confronto entre as seleções do Rio Grande do
Sul e Santa Catarina, com vitória das gaúchas por 3 sets a 1 (29/27, 21/25,
25/22 e 25/7).

 

De acordo
com a levantadora e capitã da seleção do Rio Grande do Sul, Amanda Sehn, 16, o
primeiro objetivo da equipe já foi cumprido. “A seleção gaúcha veio de um
treinamento muito forte e decidida porque nunca havia chegado a uma semifinal.
Então, mesmo as catarinenses tendo jogado muito, nosso trabalho de união deu
certo. Agora vamos analisar o jogo do Paraná que sabemos que é uma equipe muito
forte, mas o importante é ter a cabeça no lugar, se concentrar e fazer a nossa
parte no confronto de amanhã.”

 

No
terceiro confronto das quartas de final as seleções de Minas Gerais e São Paulo
foram as estrelas do jogo da virada no Campeonato que deu às paulistas a vaga
para a semifinal após vencer por 3 sets a 2 (13/25, 23/25, 25/16, 25/13 e
15/13).

 

Quando
tudo parecia fácil para a equipe mineira, depois de vencer os dois primeiros
sets, eis que ressurgiu a atual campeã da competição dominando o jogo. Do outro
lado da quadra o técnico de Minas Gerais, Marcelo Bencardino, já previa o que
viria pela frente na metade do terceiro set ao comentar com seu assistente:
“esse jogo não tem cara de 3 a 0”. E de fato não teve. São Paulo
venceu com uma boa vantagem (25/16), assim como aconteceu no quarto set
(25/13). No tie-break as paulistas tiveram novamente uma vantagem significante
até a metade do set e puderam fechar a partida após o erro de saque mineiro
(15/13).

 

O técnico
da seleção de São Paulo, Durval Nunes, atribuiu a grande virada da equipe ao
trabalho em conjunto da comissão técnica, se referindo ao assistente Caio Improta.
“As sugestões que o Caio deu foram muito importantes e fizeram a diferença
nessa virada. As táticas deram certo e Minas não achou mais a gente na quadra,
além é claro da coragem das meninas em acreditar na vitória.”

 

A última
vaga da semifinal foi conquistada com facilidade pela seleção do Rio de Janeiro
que venceu Alagoas por 3 sets a 0 (25/16, 25/11 e 25/10).

 

Na
semifinal desta sexta-feira a seleção carioca vai reviver a final de 2014
quando perdeu para as paulistas o título do CBS. “A equipe de São Paulo
talvez tenha um certo favoritismo porque tem algumas atletas que integraram a
equipe no ano passado, enquanto que o Rio está com time totalmente renovado
“, comentou o técnico carioca Hylmer Dias ressaltando que a equipe do Rio
vem de uma sequência de dois títulos no infanto e um no juvenil com a geração
95/96 e agora se renova com a geração 97.

 

Paranaenses
e gaúchas se enfrentam no primeiro jogo da semifinal nesta sexta-feira, às
14h30. Logo em seguida acontece o segundo confronto da semi com as seleções de
São Paulo e Rio de Janeiro, às 16h.

 

Veja também: