Federação Paulista de Volleyball

FPV

São Cristovão Saúde/São Caetano vence Sesi/SP pelo primeiro jogo da semifinal do Paulista

28 out 2014



 


 Fonte: Assessoria de imprensa do São
Cristovão Saúde/São Caetano

 

 

São
Caetano do Sul (SP) – O São Cristovão Saúde/São Caetano venceu, ontem (27), o
Sesi/SP por 3 sets a 2, pelo primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paulista
Feminino de Vôlei, no Ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul.

 

Como se
esperava foi uma partida muito difícil, a equipe do técnico Hairton Cabral
jogando em casa partiu para o ataque e abriu 14 a 09 no primeiro set, mas o
Sesi/SP reagiu e empatou em 22 a 22, a partir daí o jogo ficou ponto a ponto e
Mara no bloqueio fechou o set em 29 a 27.

 

No segundo
set quem ditou o ritmo do jogo foi o Sesi/SP, que aproveitava os erros de recepção
da equipe da casa para pontuar, e com os ataques de Suelle e Bia abriu 19 a 09
fechando o set num bloqueio de Pri Daroit, em 25 a 15.

 

Já no
terceiro set, o São Cristovão Saúde/São Caetano voltou mais confiante e a
partir daí quem se destacou foi à ponteira Paula, a maior pontuadora da partida
com 31 pontos, que atacava nas diagonais e pontuava 21 a 16, mas o Sesi/SP
novamente deixou o jogo dramático encostando no placar 23 a 22, e Mara
novamente fez a alegria da ótima torcida presente fechando em 25 a 23, num
bloqueio.

 

No quarto
set, Fabi entrou em quadra e o Sesi/SP cresceu com os ataques e bloqueios de
sua capitã. O São Cristovão Saúde/São Caetano voltou a errar as recepções e
também pecava em alguns erros de saques, e assim o Sesi/SP cresceu na partida e
abriu 21 a 14, e num ataque fora fechou o set em 25 a 16.

 

A partida
foi para o tie-break, e empurrado pela força de sua torcida, o São Cristovão Saúde/São
Caetano com Saraelen sacando abriu 09 a 04, mas o drama voltou e o Sesi/SP
empatou em 11 a 11, mas os ataques de Thaisinha, Paula e Sonaly, e os bloqueios
de Mara e da capitã Silvana, a equipe da casa fez a alegria do público, após o
juiz marcar dois toques das adversárias e fechar a partida em 15 a 13.

 

“Foi uma
vitória suada, a gente deu o sangue e no final o que prevaleceu foi nossa garra
e união do time, além da torcida que foi nossa sétima jogadora que nos apoiou o
tempo todo principalmente no tié-break. Agora temos que treinar bastante, pois
sabemos que não tem nada ganho e lá será muito difícil também”, completa a
levantadora Carol.

 

Agora o São
Cristovão Saúde/São Caetano enfrenta o Sesi/SP, amanhã, às 19h, na casa adversária,
na Vila Leopoldina, em São Paulo. O Sesi/SP precisa vencer para levar o jogo
para o golden set.

 

 

 

Veja também: