Federação Paulista de Volleyball

FPV

São Caetano/Mon Bijou confirma 3º lugar na Superliga

21 jan 2007

São Caetano do Sul (SP) – Mesmo desfalcado da ponteira Ciça e da central Karin, duas de suas principais jogadoras, o São Caetano/Mon Bijou confirmou a boa fase e bateu de virada o Brasil Telecom por 3 a 2 (17/25, 21/25, 25/16, 25/16 e 15/12) em seu último compromisso pelo turno da Superliga de Vôlei. Em casa, a equipe do ABC, cuja base é formada por jogadoras campeãs mundiais juvenis e infantis, conquistou a quinta vitória na competição neste sábado no Ginásio Lauro Gomes. Até agora, o jovem grupo do técnico Antonio Rizola só foi superado pelas estrelas do Finasa/Osasco e Rexona/Ades, que fazem amanhã o duelo de invictos que vale a primeira posição na tabela.

Maior pontuadora da equipe, Ciça contundiu o dedo mínimo da mão esquerda no treino da quinta-feira e dificilmente poderá ser aproveitada no returno. Karin, que reclamou de dores no pé direito, também não reuniu condições de jogo e foi substituída por Paula. Ambas fizeram falta. Desconcentrado e pouco vibrante, o São Caetano/Mon Bijou esteve irreconhecível nos dois primeiros sets e sucumbiu aos próprios erros e às devastadoras cortadas de Tandara, que sozinha fez 17 pontos. Irritado, Rizola trocou Suelle por Danúbia, cobrou mais empenho de suas atletas e a virada veio especialmente graças à excelente atuação da meio-de-rede Natasha, que recebeu o Troféu Vila Vôlei como a melhor em quadra. Depois do início inseguro, Danúbia cresceu e foi outro destaque.

“Foi uma vitória do conjunto. Todas as alterações deram certo”, comemorou o treinador, que não escondeu a insatisfação com o fraco desempenho de algumas atletas nos primeiros sets. “Suelle estava muito apática, bem como a Dayse. A Joyce estava tão desorientada que cheguei a mostrar o mapa da cidade para ela perceber onde se encontrava”, afirmou Rizola, que elogiou a subida de produção da ponteira. No tie break, Joyce foi a responsável pelo saque que permitiu ao time abrir 5 a 0.

Natasha reconheceu que a vitória veio com muito mais sacrifício do que o esperado. “Começamos desconcentradas. Treinamos bastante durante a semana, mas não conseguimos colocar quase nada em prática. Mas foi importante iniciar o segundo turno na terceira colocação e vencer um dos nossos adversários diretos”, lembrou. Rizola ainda exaltou a entrada de Camila, de apenas 18 anos e recentemente contratada. “Ela entrou muito bem e não sentiu a responsabilidade. Coloquei-a no saque quando o quinto set estava empatado em 9 a 9 e ela fez um ponto pondo a bola exatamente onde pedi. E não se assustou quando o saque veio em cima dela. Passou todas na mão da levantadora.”

O São Caetano/Mon Bijou estréia no returno na terça-feira, às 20h30, enfrentando o Pinheiros-Blue Life em São Paulo.

As equipes jogaram assim:

São Caetano/Mon Bijou: Ana Cristina, Suelle, Paula, Natasha, Joyce, Dayse e Nine (líbero). Entraram: Danúbia, Aninha, Bárbara e Camila. Técnico: Antonio Rizola.

Brasil Telecom: Fabíola, Ângela, Denise, Fê Isis, Luciana, Tandara e Vanessinha (líbero). Entraram Dani, Jucely, Cláudia, Vanessa e Fernanda. Técnico: Maurício Thomas.

Além de Finasa/Osasco e Rexona/Ades, a rodada será completada por Pinheiros-Blue Life e Vôlei Futuro, que jogam a partir das 11 horas no Ginásio Poliesportivo, em São Paulo.

Fonte: MF2

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560