Federação Paulista de Volleyball

FPV

Santander/SBC vence Ulbra/Suzano na rodada inicial do turno

30 out 2008

 


 


Fonte: CBV


 


Rio de Janeiro – No primeiro clássico da Superliga Masculina de vôlei 08/09, o Santander/São Bernardo (SP) levou a melhor sobre a Ulbra Suzano Massageol (SP). O time de São Bernardo do Campo derrotou o de Suzano por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/14 e 25/21, no ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo (SP), nesta quinta-feira (30.10). O confronto teve 1h24 de duração e foi válido pela rodada inicial do primeiro turno do grupo B.


 


A partida teve três jogadores com 11 acertos: pelo Santander/São Bernardo, o oposto Bob e o ponteiro Filipe e, pela Ulbra Suzano Massageol, o oposto Kaio. No entanto, Bob foi o maior pontuador do jogo já que assinalou os 11 pontos em 28 ações, contra 33 do oposto adversário. Levantador do Santander/São Bernardo, Marlon foi eleito o melhor jogador do duelo.


 


Um dos líderes do Santander/São Bernardo, o líbero Sérgio Escadinha ficou surpreso com o placar. “A Ulbra Suzano Massageol fez um excelente Campeonato Paulista. Esperava um jogo mais difícil, já que eles são os atuais campeões paulistas. Essa vitória é importante porque dá confiança para o time nesta Superliga. Além disso, conseguimos começar a formar uma identidade para nosso grupo”, destacou o medalhista de ouro Jogos Olímpicos de Atenas/2004 e de prata em Pequim/2008.


 


Na próxima rodada, no sábado (01.11), o Santander/São Bernardo jogará novamente em casa. Desta vez, a equipe terá pela frente o Álvares/Vitória (ES), que foi derrotado pelo Vivo/Minas (MG), por 3 sets a 0, na rodada inicial. O confronto será disputado a partir das 17h.


 


Já a Ulbra Suzano Massageol estreará em casa. No mesmo dia, o time dirigido pelo técnico Chico dos Santos enfrentará o Vôlei Futuro (SP), às 20h, no ginásio Paulo Portela, em Suzano.


 


O JOGO – A partida começou equilibrada. A Ulbra Suzano Massageol, bem no bloqueio, abriu dois pontos: 6/4. Mas o Santander/São Bernardo não se abateu e, com uma boa passagem do ponteiro Filipe pelo saque, virou e abriu quatro pontos no marcador (13/9). A equipe de Suzano ainda encostou (16/15), mas o Santander/São Bernardo – com boa distribuição de ataques do levantador Vinhedo – marcou 25/23, no saque para fora do central Jardel.


 


O Santander/São Bernardo voltou para o segundo set com todo o gás. Bem no saque e na defesa, o time dono da casa chegou à primeira parada técnica à frente (8/4). A equipe de São Bernardo continuou dominando a partida e o técnico da Ulbra Suzano Massageol, Chico dos Santos, solicitou o segundo tempo para pedir uma postura diferente dos jogadores em quadra. Mas o time de Suzano não reagiu e o Santander/São Bernardo fechou o set em 25/14.


 


Como na parcial anterior, os donos da casa ditaram o ritmo no terceiro set. Mais tranqüilo em quadra, o Santander/São Bernardo desestruturou os adversários com um bom saque e uma boa variação de ataques. A Ulbra Suzano Massageol continuou cedendo pontos em erros. Desta forma, a diferença do Santander/São Bernardo era de sete pontos (16/9) no segundo tempo técnico. A equipe de Suzano ainda reagiu e diminuiu a diferença (23/21), mas o time da casa manteve a tranqüilidade e fechou em 25/21, no ace de Bob.


 


Após a partida, Rubinho, técnico do Santander/São Bernardo, também estava surpreso o placar. “Esperava um jogo mais difícil. Mas A Superliga é isso. Precisamos aproveitar as oportunidades. Nem sempre teremos uma boa atuação como a de hoje”, disse o treinador.


 


“Tivemos volume no saque e um bom passe. O time produziu o que tem treinado, mas sabe que pode melhorar ainda mais. Apesar da vitória, ainda cometemos falhas, o que é natural, pois estamos no início da Superliga. Tanto o Santander/São Bernardo quanto a Ulbra Suzano Massageol, com certeza, ainda têm que evoluir”, avaliou Rubinho.


 


Pela Ulbra Suzano Massageol, o treinador Chico dos Santos não ficou satisfeito com o desempenho do grupo. “Entramos apáticos na partida. Contra uma equipe como o Santander/São Bernardo, precisamos entrar em quadra a cento e dez por cento e começamos com menos de dez. Vou puxar a orelha dos jogadores. Precisamos melhorar muito mais”, observou Chico, lembrando que o cansaço não pode ser desculpa pela derrota:


 


“Estamos cansados. Viemos de um Campeonato Paulista forte e ainda estamos jogando o Gaúcho. Mas esta seqüência não é desculpa para uma derrota. Quando o time entra na quadra, precisa esquecer tudo e jogar o seu melhor voleibol”, destacou Chico.


 


O meio-de-rede Jardel, que se desentendeu com o treinador de sua equipe durante a partida, deu os méritos da vitória ao Santander/São Bernardo. “Eles entraram mais concentrados e mereceram esta vitória expressiva por 3 sets a 0”, finalizou o central, campeão mundial juvenil em 2001.


 


Equipes


 


Santander/São Bernardo – Marlon, Bob, Thiago Sens, Filipe, Acácio e Michael. Líbero – Sergio Escadinha


Entrou – Luizinho


Técnico – Rubinho


 


Ulbra Suzano Massageol – Vinhedo, Kaio, Minuzzi, Robinson, Jardel e Alberto. Líbero – Jeffe


Entraram – Ribeiro, Jô, Lucianinho, Ialisson e Refatti.


Técnico – Chico dos Santos

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560