Federação Paulista de Volleyball

FPV

Rexona-Ades e Pinheiros/Blausiegel medem forças

22 jan 2008

Rio de Janeiro – Na abertura da quinta rodada do segundo torneio da Superliga feminina de vôlei 07/08, o Rexona-Ades (RJ) – tetracampeão da competição – duelará, nesta quarta-feira (23.01), com o Pinheiros/Blausiegel (SP) – participante de todas as edições . A partida será realizada no ginásio do Tijuca T.C., no Rio de Janeiro, a partir das 20h, com transmissão do canal Sportv.

Na quinta-feira (24.01), mais dois jogos movimentarão a rodada: E.C. Banespa (SP) x Finasa/Osaco (SP), às 18h, no ginásio do E.C. Banespa, em São Paulo e Vôlei Futuro (SP) x Sport/Maurício de Nassau (PE), às 20h30, no ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba (SP). Na sexta-feira (25.01), encerramento da quinta rodada, Brasil Telecom x Fiat/Minas, às 20h30, na Arena Multiuso, em Brusque, com transmissão do canal Sportv.

O Rexona-Ades, segundo colocado do grupo A, fez três jogos no segundo torneio e venceu todos. O Pinheiros/Blausiegel, quarto colocado do grupo B, realizou três jogos: uma vitória e três derrotas.

O encontro entre o time carioca e o paulista promete um duelo interessante: o Rexona-Ades é a equipe com melhor ataque de acordo com as estatísticas da competição – 28,59% de eficiência. O Pinheiros/Blausiegel aparece com a melhor recepção – 48.95% de eficiência e o quarto melhor bloqueio – 22,06% de eficiência.

Fabi, líbero do Rexona-Ades e da Seleção Brasileira, acredita em um confronto difícil. “Estamos encarando este jogo com muita seriedade. O Pinheiros/Blausiegel está mal na classificação, entretanto é uma equipe de boa qualidade que conta com jogadoras de bom nível técnico e com experiência internacional. Conheço bem o Marquinhos e sei que está buscando o melhor padrão de jogo . O time paulista está sem chances de classificação no segundo torneio, mas luta por uma vaga nas quartas-de-final da competição. Portanto, teremos de estar focadas em todos os sets respeitando o adversário”, diz Fabi, campeã do Grand Prix 2005 e 2006 e medalha de prata na Copa do Mundo 2007, que classificou antecipadamente a Seleção Brasileira para os Jogos Olímpicos de Pequim.

“Não tivemos um bom desempenho no primeiro torneio e fomos bastante cobradas. Até porque temos consciência que somos um dos times favoritos e contamos com excelente estrutura de trabalho. Já estamos jogando melhor e isto é importante para esta reta final do segundo torneio”, conta Fabi, bicampeã da Superliga feminina 05/06 e 06/07, defendendo o Rexona-Ades.

Marcos Kwiek, técnico do Pinheiros/Blausiegel, ainda vê o time irregular. “Esperamos fazer um bom jogo. O Rexona-Ades é um dos favoritos para a conquista do título da Superliga 07/08. Considero importante duelar com uma equipe de excelente qualidade para dimensionarmos o estágio do trabalho. Os treinamentos têm sido intensos e tenho procurado não priorizar qualquer fundamento específico. Quero o Pinheiros/Blausiegel equilibrado. O time ainda oscila, mas isto será corrigido com o decorrer da competição. No final do segundo torneio, eu e o restante da comissão técnica faremos uma balanço do desempenho do grupo, com o intuito de traçarmos a real pretensão na Superliga”, explica Kwiek.

EQUIPES

REXONA-ADES – O técnico Bernardinho ainda não definiu a equipe. Na partida anterior, o Rexona-Ades começou com: Camila Adão, Renatinha, Regiane, Sassá, Thaisa e Fabiana. Líbero – Fabi.

PINHEIROS/BLAUSIEGEL – Estela, Joycinha, Thaís, Flavia, Dani Oliveira (Katia) e Ângela. Líbero – Arlene. Técnico – Marcos Kwiek

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560