Federação Paulista de Volleyball

FPV

Rexona-Ades e Finasa: duelo de velhos conhecidos

28 jan 2008

Rio de Janeiro – Até a última rodada do segundo torneio da Superliga feminina de vôlei 07/08, o Finasa/Osasco (SP), vencedor do primeiro torneio, era o único invicto da competição. Mas o Rexona-Ades (RJ) modificou esta situação derrotou o time paulista e, nesta terça-feira (29.11), as equipes voltam a se enfrentar para decidirem o campeão do segundo torneio. O confronto será realizado no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, com transmissão ao vivo do canal Sportv, a partir das 21h30 (e não mais às 20h30 – pedido solicitado pela televisão).

O confronto entre os times já é uma tradição e uma rivalidade entre Rio de Janeiro e São Paulo. Há três temporadas, as equipes decidem o título da competição. Desta vez, o vencedor ganhará mais dois pontos na classificação geral e o perdedor, um. Após os quatro torneios, as oito equipes mais bem colocadas na classificação geral passam às quartas-de-final.

Este confronto entre Rexona-Ades e Finasa/Osasco terá uma história de amizade e emoção à parte. Depois de duas temporadas defendendo o Rexona-Ades e sendo reserva da líbero Fabi, Marcelinha ganhou a oportunidade de ocupar a posição no Finasa/Osasco.

“Joguei dois anos no Rexona-Ades e, por isso, conheço todo este grupo desde a comissão técnica até as jogadoras. A Fabi é a melhor líbero do mundo me espelho muito nela para traçar minha carreira no voleibol”, diz Marcelinha.

Agora rivais, as amigas sabem que a história dentro de quadra é outra: “Adoro a Marcelinha e fico feliz por passar algo de bom para ela. Agora, na hora do jogo, se ela estiver jogando demais vou puxar a orelha dela”, brinca Fabi, para depois falar sério. “A Marcelinha está com uma grande oportunidade. Ela tem de aproveitar para crescer e conseguir conquistar seus sonhos e objetivos, que eu, como amiga, sei que são muitos”.

Esta será a terceira final entre Finasa/Osasco e Rexona-Ades nesta temporada. A primeira foi no Salonpas Cup e a segunda na Copa Brasil. Mais uma prova de que as adversárias são velhas conhecidas.

“Os dois times sabem tudo um sobre o outro. Além de jogarmos contra sempre, muitas das meninas jogam juntas nas seleções brasileiras. Sendo assim, não podemos oscilar muito como aconteceu no último jogo. Em momento algum podemos vacilar”, avalia Marcelinha, que lembra que tem mais um parentesco com o Rexona-Ades. “A Camilla Adão (levantadora) é minha cunhada. Não falei que um conhece o outro profundamente?”, diverte-se Marcelinha.

Para Fabi, chegar à decisão é uma oportunidade que precisa ser aproveitada aos extremos pelo Rexona-Ades. “São dois times que estão credenciados para decidirem o título da competição. No primeiro, não fomos bens. Erramos demais. Não estávamos no nosso melhor nível. Aliás, ainda não estamos. Ficar de fora da primeira final teve seu lado positivo porque treinamos muito. Para resolver os problemas técnicos e táticos só treinando muito”, diz a carioca.

DUELO À PARTE NOS NÚMEROS

No ataque, Rexona-Ades e Finasa/Osasco são as duas equipes mais bem posicionadas, com 25,65% e 25,39% de aproveitamento. No bloqueio, o Finasa/Osasco lidera (24,76%). Na defesa, o Rexona está na primeira colocação (42,54%), seguido de perto do Finasa/Osasco (41,26%). No levantamento, o time carioca está na liderança (22,01), enquanto na recepção o primeiro lugar é do Finasa/Osasco (45,19%).

Individualmente, três jogadoras dos times finalistas figuram no ranking das maiores pontuadoras da competição até o momento. A ponteira Paula Pequeno, do Finasa/Osasco, é a quinta colocada, com 131 pontos. Em seguida, na sexta posição está a meio-de-rede, do Rexona-Ades, Fabiana Claudino, com 117 acertos. Outra ponteira do Finasa/Osasco, Natália é a oitava colocada, com 111.

No ataque, Paula Pequeno lidera, com 29,09% de aproveitamento, seguida da companheira Natália, com 22,51%. Na terceira colocação está a ponteira do Rexona-Ades, Sassá (21,10%). A ponteira Regiane, também do time carioca, é a oitava (20,39%). No bloqueio, a meio-de-rede Adenízia lidera (33,08%). A central do Rexona-Ades, Thaisa é a quarta colocada (25,51%). Dani Scott, do Finasa/Osasco, é a 10ª colocada.

No saque, o Rexona-Ades tem duas representantes, enquanto o Finasa/Osasco nenhuma. Thaisa é a quarta colocada (6,92%) e Sassá, a oitava (6,40%). Na defesa, há duas jogadoras de cada equipe: pelo Rexona-Ades, Regiane é a terceira (54,08%) e Sassá, a quinta (48,98%).
Natália na quarta colocação (50%) e Paula, na sexta (45,83%) são as representantes do Finasa/Osasco. Na recepção, a líbero Marcelinha, do Finasa/Osasco, é a segunda colocada (51,55%), as companheiras Natália está na sexta colocação (44,25%) e Paula é a oitava (42,33%). Sassá é a representante do Rexona-Ades neste ranking, em quarto lugar (46,67%).

EQUIPES

REXONA-ADES – O técnico Bernardinho não definiu a equipe que começará a partida. O time que começou a última partida foi a seguinte: Dani Lins, Renatinha, Sassá, Michelle, Fabiana e Thaisa. Líbero – Fabi.

FINASA/OSASCO – O técnico Luizomar de Moura não definiu a equipe que começará a partida. O time que começou a última partida foi a seguinte: Carol, Elisan gela, Paula, Natalia, Adenízia e Dani Scott. Líbero – Marcelinha.

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560