Federação Paulista de Volleyball

FPV

Rexona-Ades derrota Cimed/Macaé e está a uma vitória da fina

18 mar 2007

Rio de Janeiro – Pela segunda rodada das semifinais da Superliga feminina de vôlei 06/07, o Rexona-Ades (RJ) venceu a Cimed/Macaé (RJ), por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 25/21 e 25/19, e abriu 2 jogos a 0 na série melhor de cinco. A partida foi realizada neste domingo (18.03), no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, e teve duração de 1h30.

A ponteira Regiane, do Rexona-Ades, recebeu o Troféu VivaVôlei de melhor jogadora em quadra e também foi a maior marcadora do confronto, com 15 acertos.

As duas equipes voltarão à quadra nesta quarta-feira (21.03), às 18h, novamente no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, pela terceira rodada da fase semifinal, com transmissão ao vivo do canal Sportv. Se o Rexona-Ades vencer, estará classificado para a final da competição. Ao Cimed/Macaé, resta ganhar para forçar a realização da quarta partida.

A outra série melhor de cinco está empatada em 1 jogo a 1. A terceira partida entre Finasa/Osasco (SP) e Fiat/Minas (MG) será disputada nesta TERÇA-FEIRA (20.03), às 19h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP), também com transmissão ao vivo do canal Sportv.

O JOGO

A Cimed/Macaé começou a partida com uma mudança em relação ao último jogo. O técnico Sérgio Negrão pôs a meio-de-rede Renata como titular, passando a americana Danielle Scott para a posição de oposto. Com isso, Michelle fez a função de ponteira. A alteração surtiu o efeito desejado no início do jogo, dificultando a recepção e o passe do Rexona-Ades, e a Cimed/Macaé esteve na liderança do placar até a metade do set. Quando os saques da central Thaisa fizeram a diferença, o Rexona-Ades cresceu e fechou em 25/22 num ataque da ponteira Estefânia.

No início do segundo set, a passagem da ponteira Patrícia Cocco no saque desestabilizou a recepção adversária e a Cimed/Macaé abriu 4/0. Quando a vantagem aumentou para seis pontos (11/5), Bernardinho pôs em quadra Camilla Adão e Regiane, tirando Dani Lins e Renatinha. A relação bloqueio-defesa da equipe de Sérgio Negrão fez a diferença até o 16/11. A partir daí, o ataque do Rexona-Ades ficou mais veloz e a virada no placar aconteceu após um bloqueio da meio-de-rede Fabiana (21/20). O time chegou ao set point (24/21) numa bola de segunda da levantadora Camilla Adão e fechou em 25/21 após um ataque de Regiane.

Com velocidade na distribuição das bolas e Regiane se destacando no ataque, o Rexona-Ades administrou pequena vantagem no início do terceiro set. Quando o placar mostrava 9/7, o técnico Sérgio Negrão pôs a levantadora Eth no lugar da Carol Albuquerque. A líbero Dani Leal sentiu um mal-estar em razão do forte calor e o Rexona-Ades abriu vantagem de seis pontos (18/12). Num ataque de Fabiana, o time de Bernardinho fechou em 25/19.

ANÁLISE DA PARTIDA

Camilla Adão, levantadora do Rexona-Ades – “A Dani Lins não estava tão bem e consegui corresponder quando entrei em quadra. Temos um grupo forte para isso. Todos têm a sua função e são importantes em determinados momentos da partida. Fui feliz também no saque, que sempre foi um dos meus melhores fundamentos”.

Sérgio Negrão, técnico da Cimed/Macaé – “Faltou experiência nos momentos decisivos. No primeiro e no segundo sets abrimos uma boa vantagem, mas na hora de fechar não conseguimos e quem levou a melhor foi o Rexona-Ades”.

EQUIPES

REXONA-ADES – Dani Lins, Renatinha, Sassá, Estefânia, Thaisa e Fabiana. Líbero : Fabi. Entraram: Camilla Adão, Amanda e Regiane.Técnico : Bernardinho.

CIMED/MACAÉ – Carol Albuquerque, Danielle Scott, Michelle, Patrícia Cocco, Ângela Moraes e Renata. Líbero : Dani Leal. Entraram: Monique, Soraia, Jéssica e Eth.Técnico : Sérgio Negrão.

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560