Federação Paulista de Volleyball

FPV

Recepção é o forte no jogo entre Unisul e Ulbra

03 mar 2006

São José (SC) – A Unisul/Nexxera (SC) espera manter sua campanha na segunda fase classificatória da Superliga masculina de vôlei 05/06 neste sábado (04.03), às 15h, na partida contra a Ulbra/Ferraz/SPFC (RS). Tanto a equipe catarinense, que perdeu apenas uma vez nos últimos nove jogos, quanto o time gaúcho têm bom desempenho nas estatísticas de recepção. O jogo, válido pela décima rodada, será disputado no ginásio Forquilhão, em São José (SC), com transmissão ao vivo do SporTV.

Em toda a segunda fase classificatória, a Unisul/Nexxera perdeu apenas para o Bento Vôlei (RS). Na última rodada, a equipe venceu o clássico catarinense contra a Cimed por 3 sets a 0. A Ulbra/Ferraz/SPFC também vem de vitória: 3 a 0 contra a On Line (RS), fora de casa. Os dois times que se enfrentam neste sábado já estão classificados para as quartas-de-final.

Nas estatísticas, as equipes se destacam na recepção. Ao final da nona rodada, o líbero carioca Mário Júnior, da Ulbra/Ferraz/SPFC, é o primeiro colocado neste fundamento (56,19% de eficiência). O ponta mineiro Ezinho, da Unisul/Nexxera, é o segundo colocado (56,08%). A Unisul/Nexxera é também a primeira em defesa (15,32%) e a Ulbra/Ferraz/SPFC tem o maior pontuador: o oposto Xanxa, com 364 acertos.

Vencedor da Copa dos Campeões 2005 pela seleção brasileira, Ezinho conta que o bom passe é uma forma de compensar sua estatura (1,90m). “Não tenho uma estatura elevada e por isso compenso no fundo de quadra. Preciso sempre treinar recepção. Hoje em dia é fundamental ter um ponteiro passador”, diz o jogador.

Na Ulbra/Ferraz/SPFC, o técnico Roberto Tietz também reconhece a importância de uma boa recepção. “O passe dos dois times é muito bom. Além do Ezinho, eles têm o Alan, um líbero que já treinou comigo aqui na Ulbra. Isso dá uma possibilidade de variação de ataque maior. A relação entre ataque e bloqueio é que pode ser decisiva no jogo”, acredita Tietz.

O técnico da Unisul/Nexxera, José Roberto Guimarães, lembra que um bom passe dá equilíbrio à equipe. “Não podemos deixar quem tem eficiência de recepção grande, como é o caso do líbero deles (Mário Júnior), passar muito. Vai depender de como ele estiver no dia. Espero que Alan e Ezinho estejam num bom dia”, diz.

O técnico campeão olímpico pela seleção masculina em 1992 quer manter a regularidade que sua equipe vem apresentando após um começo de Superliga com altos e baixos. “Temos que manter essa nossa performance na segunda fase classificatória. O time vem de uma boa apresentação contra a Cimed e espero que mantenha esse nível. A Ulbra/Ferraz/SPFC também cresceu nas últimas apresentações e vem com o Gílson (ponta que vem jogando como oposto) como novidade. Ele é um jogador de decisão, assim como o Xanxa”, elogia Zé Roberto, que já treinou Gílson na seleção masculina.

Roberto Tietz diz que vai aproveitar esta partida para fazer experiências visando às quartas-de-final. “É apenas a minha quinta partida no comando da equipe nesta temporada (após entrar no lugar do técnico Ricardo Navajas). Já que estamos classificados, esse jogo vai ser fundamental para eu observar como o meu time irá se comportar nas quartas”, afirma o técnico.

Os jogadores da Ulbra/Ferraz/SPFC folgaram apenas no sábado e no domingo de Carnaval, enquanto a Unisul/Nexxera teve folga de sexta-feira e domingo, voltando aos treinos na segunda-feira.

EQUIPES

UNISUL/NEXXERA- O técnico José Roberto Guimarães não definiu a equipe. Na última partida, ele começou com: Jotinha, Jacke, Ezinho, Robinson, Ualas e Riad. Líbero: Alan.

ULBRA/FERRAZ/SPFC – O técnico Roberto Tietz não definiu a equipe. Na última púltima partida, ele começou com: Rodriguinho, Bidegaín, Rafa, Gilson, Lucas e Acácio. Líbero: Mário Jr.

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560