Federação Paulista de Volleyball

FPV

Pinheiros/Mackenzie sai na frente nas semifinais

15 out 2008

Fonte: Márcio Fonseca (MTb 14.457)


 


Em jogo dramático, Medley/Banespa surpreende e vende caro a derrota


 


São Paulo – O favorito Pinheiros/Mackenzie por pouco não foi surpreendido pelo Medley/Banespa na abertura das semifinais do Campeonato Paulista Feminino de Voleibol. Abrindo a melhor de três em seu ginásio da Av. Santo Amaro, as meninas comandadas pelo técnico Alê Rivetti resistiram heroicamente, mas perderam por 3 a 2 (25/23, 22/25, 18/25, 25/23 e 14/16) com direito a um dramático e eletrizante tie break. As equipes voltam a se enfrentar sexta-feira na quadra do Pinheiros/Mackenzie. O Medley/Banespa precisa da vitória para levar a definição do primeiro finalista para a terceira partida.


 


Empurrado pela sua torcida, o Medley/Banespa, quarto colocado na fase classificatória, entrou com a arma anunciada na véspera pelo seu treinador: o coração. Mesmo diante de uma equipe muito mais experiente, recheada de jogadoras de nível de seleção e com a melhor campanha do turno e do returno, as donas-da-casa atuaram de igual para igual. Apresentaram um voleibol de alto nível e deixaram a impressão de que têm condições de igualar a série no próximo jogo. O Pinheiros/Mackenzie precisou se desdobrar para evitar um revés que esteve próximo no final do set desempate, quando perdia por 13/12. A boa atuação do Medley/Banespa fez com que o treinador Paulo Coco sacasse titulares como a central Lígia e a ponteira Fernanda Garay e utilizasse todo o banco de reservas.


 


“Fizemos o que tínhamos de fazer contra um adversário de qualidade. Lutamos o tempo inteiro e não desistimos. É isso o que buscamos com esse grupo, incomodar as grandes equipes”, avaliou Rivetti, que fez questão de cumprimentar suas atletas pela ótima partida. “Além da raça, acho que nossa recepção funcionou bem mais que nos últimos jogos. Ainda alternou momentos bons e ruins, mas mostrou crescimento e permitiu que o ataque trabalhasse”, lembrou.


 


A ponteira Neneca estava ao mesmo tempo decepcionada e satisfeita. “Perdemos nos detalhes”, lamentou. “Mas fico contente de ver que a equipe está atuando com união e garra. O Pinheiros/Mackenzie é poderoso, mas não é um bicho-papão. Temos condições de voltar para casa com tudo igual na sexta-feira. Não vamos desistir”, avisou. Rivetti endossou o discurso otimista. “É mais difícil jogar na casa delas? Claro que é, mas vamos brigar exatamente como fizemos aqui hoje”, prometeu.


 


Os times jogaram assim:


 


Medley/Banespa – Luciana, Ingrid, Ciça, Paula, Luciane, Neneca e Paty (líbero). Entraram: Elis, Tia, Ananda e Jéssica. Técnico: Alê Rivetti.


 


Pinheiros/Mackenzie – Fabiana Berto, Fernanda Garay, Tandara, Lígia, Thaís, Ângela Moraes e Arlene (líbero). Entraram: Fernanda, Patrícia, Dani, Ariane e Roberta. Técnico: Paulo Coco.

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560