Federação Paulista de Volleyball

FPV

Oi/Macaé e Finasa terá confronto de ponteiras em ascensão

03 mar 2006

Macaé (RJ) – Destaques nas estatísticas da rodada passada da Superliga feminina de vôlei 05/06, as pontas Érika, do Oi/Macaé (RJ), e Monique Adams, do Finasa/Osasco (SP), são apostas de suas equipes para a partida deste sábado (04.03), às 12h30. Válido pela oitava rodada da segunda fase classificatória, o jogo será disputado no ginásio Maurício Soares, em Macaé (RJ), e terá transmissão ao vivo do SporTV.

Apesar da derrota para o Rexona-Ades (RJ) por 3 sets a 0, o Oi/Macaé teve em Érika a melhor jogadora de recepção da última rodada. Sua xará Érika Souza, a Miny, foi eleita a melhor líbero, junto com Kika, do Pinheiros/Blue Life (SP).

Para o técnico do time fluminense, Luizomar de Moura, a ponteira está evoluindo na competição. “A Érika está subindo de produção a cada rodada e sabia que isso aconteceria. Fizemos com ela um trabalho a longo prazo, para que chegasse bem à fase final. Acredito que jogadoras como ela, Elisângela e Fofinha podem fazer a diferença na fase decisiva. Contra o Finasa/Osasco, quero que a equipe se comporte melhor do que contra o Rexona-Ades”, diz.

A americana Monique Adams, que estreou na equipe do Finasa/Osasco na terceira rodada da segunda fase classificatória (vitória de 3 sets a 0 sobre o ASBS-Suzano), foi eleita a melhor jogadora da última rodada, com o segundo melhor desempenho no saque e na defesa; o sétimo melhor no bloqueio e na recepção; e o décimo no ataque. O time paulista venceu o Fiat/Minas (MG) por 3 a 0.

O técnico Paulo Coco lembra que seu time está se reestruturando devido à entrada de Monique no lugar de Paula Pequeno, que está grávida. “No último jogo, a Monique teve um bom desempenho e chamou atenção. Ela passou por uma fase de adaptação com as levantadoras e agora estamos preparando a equipe para os playoffs. Mas é importante que jogue bem nesta partida contra o Oi/Macaé”, diz Paulo.

Monique, de 36 anos, está gostando da experiência de jogar no Brasil pela primeira vez na sua longa carreira, que inclui nove anos na Itália, dois no Japão e um na Espanha. “Não está sendo fácil me adaptar ao sistema, que é muito diferente do que eu estava acostumada na Itália, principalmente em relação à defesa. Ainda posso jogar melhor do que na última partida”, afirma a jogadora, que teve várias passagens pela seleção americana desde os 17 anos de idade, mas nunca realizou o sonho de ir aos Jogos Olímpicos.

Por enquanto, a americana ainda enfrenta a dificuldade de conhecer pouco das equipes adversárias. Ela está no Brasil há um mês e chegou a assistir à partida pela primeira fase classificatória em que o Finasa/Osasco venceu o Oi/Macaé por 3 sets a 1. Mas não se assusta com a novidade. “Estou muito impressionada com o bom nível das outras equipes e minhas companheiras são ótimas. Também estou adorando o calor do verão. Só conheço os adversários por vídeo, mas tenho muitos anos de estrada para me assustar com isso”, brinca.

Já Érika, que conhece bem o Finasa/Osasco – time pelo qual foi bicampeã da Superliga (03/04 e 04/05) – sabe o que a espera. “Temos que estar 100 por cento. Ou melhor, 110 por cento. O Finasa/Osasco tem várias jogadoras num momento bom e é tão forte quanto o Rexona-Ades, que acabamos de enfrentar. Sabemos que vamos ter dificuldade”, diz.

EQUIPES

OI/MACAÉ – O técnico Luizomar de Moura não definiu a escalação. A equipe que começou jogando na última partida foi: Marcelle, Elisângela, Érika, Fofinha, Giovanna e Dani. Líbero: Miny.

FINASA/OSASCO – Fabiana Berto (Carol), Bia, Soninha (Mari), Monique Adams, Valeskinha e Carol Gattaz. Líbero: Arlene.Técnico: Paulo Coco.

TRÊS PARTIDAS COMPLETAM A RODADA

A oitava rodada da Superliga feminina de vôlei 05/06 tem mais três partidas neste sábado (04.03). Às 16h, o BrasilTelecom (DF) recebe o São Caetano/Mon Bijou (SP) no ginásio da Faculdade Planalto, em Brasília. Uma hora depois, o Fiat/Minas (MG) enfrenta o Flamengo/Governo do Estado do Rio (RJ) no ginásio Arena Telemig, em Belo Horizonte. No mesmo horário, o Pinheiros/Blue Life (SP) joga contra o ASBS-Suzano (SP) no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo.

O destaque do BrasilTelecom, sexto colocado, é o levantamento. A equipe ocupa a terceira posição neste fundamento, com 23,48% de eficiência, e teve em Fernandinha a melhor levantadora da rodada passada. Já o São Caetano/Mon Bijou, quinto colocado da Superliga, conta com a melhor bloqueadora – a meio-de-rede Paula Barros, com 29,10%.

No Fiat/Minas, oitavo colocado, o destaque das estatísticas é a oposto Joycinha, maior pontuadora da Superliga, com 240 acertos. Mas na rodada antes do Carnaval, a jogadora que fez mais pontos foi a oposto Jaline, do Flamengo/Governo do Estado do Rio, com 23 acertos.

O Pinheiros/Blue Life, quarto colocado, teve quatro jogadoras entre as melhores na última rodada: a meio-de-rede Edna foi a melhor atacante e maior pontuadora (junto com Jaline), com 23 pontos; a ponta Juliana teve o melhor saque; a levantadora Dani Lins se destacou na defesa; e Kika foi eleita a melhor líbero, juntamente com Miny, do Oi/Macaé (RJ). E o ASBS-Suzano tem a segunda melhor levantadora da competição: a carioca Paula (30,83%).

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560