Federação Paulista de Volleyball

FPV

No Pinheiros/SKY, Rodrigão estréia em casa

22 set 2009

 


 


Fonte: ReUnion Press – André Stepan / Rodolpho Siqueira


 


Equilíbrio marca o primeiro jogo do consagrado meio de rede, com a camisa de seu novo clube, em São Paulo (SP)


 


São Paulo (SP) – A 12ª partida do Pinheiros/SKY no Super Paulistão 2009, disputada na noite desta segunda-feira (21), em São Paulo (SP), apresentou oficialmente uma das principais contratações da equipe de vôlei à sua torcida: Rodrigão. No primeiro jogo do consagrado meio de rede em casa, o time, que apresenta a segunda melhor campanha do campeonato com nove vitórias, sofreu a sua terceira derrota na competição, para o Vôlei Futuro por 3 sets a 2 (25-23, 22-25, 21-25, 25-12, 11-15) em duas horas.


 


Rodrigão, que havia feito a sua estréia pela equipe na última quarta-feira (16/09), na vitória do Pinheiros/SKY sobre o Lupo Let´s Náutico, em Araraquara (SP), por 3 a 1, esteve em quadra desde o primeiro set. Recuperado de uma lesão no ombro esquerdo, o meio de rede mostrou que está retomando ritmo de jogo após ficar dois meses afastado.


 


“Comecei a treinar há uma semana e estou readquirindo o ritmo aos poucos. Ainda não estou no meu ritmo ideal, mas espero que para as semifinais eu já esteja bem. A emoção na estréia, em Araraquara, foi grande, e aqui também. Hoje foi um jogo difícil e ainda não atuamos com a equipe completa em nenhum jogo. Temos tido várias mudanças por lesão ou convocação para a seleção e isso acaba atrapalhando um pouco”, disse Rodrigão.


 


No primeiro set, que teve duração de 27 minutos, a equipe do Pinheiros/SKY começou bem, abrindo 8 a 3. A partir de então, o Vôlei Futuro equilibrou o jogo, diminuiu a vantagem, mas não conseguiu passar à frente no placar. E coube a Kid, o mais experiente jogador do time da casa, explorar o bloqueio adversário em um ataque para fechar em 25-23.


 


No segundo set, que também durou 27 minutos, os papéis se inverteram. O Vôlei Futuro abriu quatro a zero, mas viu, logo em seguida, o Pinheiros/SKY equilibrar a partida. O time da casa chegou a igualar o marcador em 20 a 20, mas, na reta final, o bloqueio do adversário fez a diferença e os visitantes fecharam em 22-25.


 


De volta à quadra, o Pinheiros/SKY teve uma baixa logo no início do terceiro set. O líbero Kid sentiu uma lesão no joelho esquerdo e não voltou mais ao jogo. Após um começo equilibrado, com as equipes se revezando na liderança do placar, o Vôlei Futuro abriu quatro pontos de vantagem. Com 26 minutos, os visitantes fecharam em 21-25.


 


O quarto set marcou a reação parcial do Pinheiros/SKY na partida. A equipe da casa se reencontrou e dominou, abrindo oito pontos na primeira metade da disputa. Mantendo o forte ritmo em quadra, o time não deu chances ao adversário e fechou em indiscutíveis 25-12, em 22 minutos.


 


No tie break, que teve duração de 16 minutos, o Vôlei Futuro abriu boa vantagem logo no início e dificultou o trabalho da equipe da casa. O Pinheiros/SKY reagiu, mas não conseguiu reverter o set, vencido pelos visitantes por 11-15.


 


“Foi um jogo bastante equilibrado, que enfrentamos com as nossas dificuldades. Temos tido muitas mudanças no time por contusão e convocação e isso dificulta a adaptação em quadra. Ainda estamos em segundo na classificação e com chances de buscar a liderança antes da semifinal, que é a posição que nos interessa”, comentou o técnico Cebola.


 


“O Rodrigão estreou, está voltando à equipe aos poucos depois de ficar bastante tempo afastado por conta da lesão. A idéia é exatamente essa: rodar todo mundo. E, com o retorno do Giba da seleção, esperamos entrar na semifinal com o time completo”, completou o treinador.


 


A próxima partida do Pinheiros/SKY – a penúltima no segundo turno do Super Paulistão 2009 – acontece nesta quarta-feira (23/09), contra o Climed/Atibaia, fora de casa.

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560