Federação Paulista de Volleyball

FPV

Medley/Banespa recebe São Caetano/Blausiegel

28 nov 2008

 


 


Fonte: CBV


 


Rio de Janeiro – A vitória da Medley/Banespa (SP) diante do Finasa/Osasco (SP) na terceira rodada do primeiro turno da Superliga Feminina de vôlei 08/09 deixou as equipes da competição com uma pulga atrás da orelha com relação à equipe da capital paulista. Neste sábado (29.11), o time dirigido pelo técnico Ale Rivetti receberá o São Caetano/Blausiegel (SP), a partir das 12h, no ginásio do Esporte Clube Banespa, em São Paulo, e tentará vencer mais uma equipe considera favorita ao título. A partida será transmitida ao vivo pelo canal SporTV.


 


Outros dois jogos serão disputados também no sábado. Em Uberlândia (MG), o Praia Clube Futel (MG) jogará contra o Rexona-Ades (RJ) – campeão do primeiro turno -, a partir das 18h, no ginásio Sabiazinho. Antes, às 16h, o Minas Tênis Clube (MG) medirá forças com o Vôlei Futuro (SP), na Arena Vivo, em Belo Horizonte.


 


Neste segundo turno, os times do grupo A jogam contra as equipes da chave B. A primeira rodada será completada no domingo (30.11) com três partidas. Às 11h, o Finasa/Osasco (SP) enfrentará a Cativa/Pomerode (SC), no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP). No mesmo horário, no ginásio Henrique Villaboin, o Pinheiros/Mackenzie (SP) receberá o Mackenzie/Cia. do Terno (MG). No encerramento do dia, a Brasil Telecom (SC) jogará contra o Sport/Maurício de Nassau (PE), às 16h, na Arena Multiuso, em Brusque (SC).


 


Após a disputa do primeiro turno, o São Caetano/Blausiegel está na quinta colocação na classificação geral. O time do ABC Paulista soma oito pontos, em cinco partidas – três vitórias e duas derrotas. Já a Medley/Banespa ocupa a oitava colocação, com sete pontos, em cinco partidas – duas vitórias e três derrotas.


 


O São Caetano/Blausiegel conta com três medalhistas de ouro no elenco: a levantadora Fofão, a oposto Sheilla e a ponteira Mari. Nas estatísticas, Fofão lidera o ranking do levantamento, com 38,65% de eficiência, e o time também é o primeiro colocado no ranking do fundamento por equipes, com 31,64%.


 


O outro destaque individual da equipe é a líbero Suelen. A jogadora lidera o ranking da recepção, com 61,73% de aproveitamento. Por equipes, o São Caetano/Blausiegel está na segunda colocação neste fundamento (48,73%), atrás do Finasa/Osasco (48,81%).


 


A jovem líbero Suelen, de 21 anos, destaca que a equipe ainda precisa evoluir nesta Superliga. “Não tivemos boas atuações no primeiro turno, mas sabemos que isso aconteceu por falta de entrosamento. Tivemos pouco tempo para treinar a equipe toda junta. Sabemos que isso melhorará a cada partida”, avalia Suelen.


 


Para a jogadora, o seu bom desempenho nas estatísticas se resume em uma palavra: comunicação. “Eu e as outras duas ponteiras passadoras, a Mari e a Dayse conversamos muito durante toda a partida e estamos sempre atentas. Não deixamos ninguém se descuidar na recepção”, revela Suelen, que em 2006 foi campeã mundial juvenil com a seleção brasileira, na Turquia.


 


Sobre o adversário, Suelen é categórica e pede atenção. “É um time jovem e que está dando trabalho para as equipes, teoricamente, mais fortes. A Neneca e a Ciça estão muito bem no ataque e precisam ser bem marcadas. Mas vamos jogar determinadas. Estudamos bastante o time delas e vamos entrar com muita determinação em busca da vitória”, garante Suelen, que na última temporada defendeu o Vôlei Futuro, de Araçatuba (SP).


 


Nesta Superliga, Suelen tem a responsabilidade de fazer com que a bole chegue perfeita nas mãos da levantadora campeã olímpica. “Pensei que ia ser muito mais difícil. Mas a Fofão é demais. Ela deixa o time muito à vontade e sem pressão. É claro que todas as equipes vem forçando demais o saque contra nosso time, já que não querem dar um passe redondo para ela. Contra a Medley/Banespa não será diferente”, completa Suelen, de 1,65m.


 


Do outro lado, a ponteira Ciça, apontada por Suelen como uma das forças da equipe do Medley/Banespa, admite que o time ganhou a fama de franco-atirador. “Antes de ganharmos do Finasa/Osasco ninguém falava da gente. Depois daquela vitória, todo mundo entra em quadra mais atento para a nossa equipe. E sabemos que somos franco-atiradores mesmo. Até porque somos um time novo, com atletas jovens, que não têm nada a perder. Sempre entramos sem compromisso de vitória nas partidas”, diz Ciça, que ocupa a terceira colocação no ranking do saque, com 10,61% de sucesso e a 10a posição no ataque (22,68%).


 


Para Ciça, o fato de Suelen destacar a força do ataque não é positivo. “Isso é uma prova de que eu e a Neneca vamos entrar bem marcadas. Teremos que driblar a marcação do São Caetano/Blausiegel”, destaca a ponteira de 26 anos e 1,81m.


 


Sobre o adversário, Ciça alerta que a equipe tem muito a crescer nesta Superliga. “Ainda falta alguma coisa para o São Caetano/Blausiegel mostrar todo o seu potencial nesta Superliga. É algo a mais do que entrosamento. Elas ainda não jogaram um terço do que podem”, alerta a jogadora, que na última temporada defendeu as cores do Minas Tênis Clube.


 


Em 2001, Ciça foi campeã mundial juvenil com a seleção brasileira na República Dominicana. Daquela equipe, ela tem ao seu lado no Medley/Banespa a central Paula Barros. Do outro lado, defendendo o São Caetano/Blausiegel estarão a oposto Sheilla e o técnico Antonio Rizola, comandante do Brasil naquela conquista, há sete anos.


 


EQUIPES


 


MEDLEY/BANESPA – Luciana, Neneca, Ingrid, Ciça, Jéssica e Paula. Líbero – PatY


Técnico: Alê Rivetti


 


SÃO CAETANO/BLAUSIEGEL – Fofão, Sheilla, Mari, Dayse, Edna e Andréia. Líbero – Suelen. Técnico: Antonio Rizola

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560