Federação Paulista de Volleyball

FPV

Líderes das estatísticas se encontram na Superliga Feminina

06 fev 2006

São Paulo – O encontro entre o líder invicto Rexona-Ades e o surpreendente São Caetano-Mon Bijou abre nessa terça-feira a terceira rodada da Superliga Feminina de Vôlei. As equipes se enfrentam às 20h30 no Ginásio da Tijuca, no Rio de Janeiro, com transmissão ao vivo pelo SporTv. No turno, o Rexona-Ades venceu por 3 a 0 (25/19, 25/22 e 25/12) em São Caetano do Sul.

Base da Seleção Brasileira, o time do técnico Bernardinho está na frente em dois fundamentos no ranking da Superliga. A ponteira Sassá é a atacante mais eficiente e a levantadora Fernanda Venturini é a melhor da posição. Em contrapartida, o São Caetano Mon Bijou – quarto colocado com seis vitórias e quatro derrotas – lidera as estatísticas de bloqueio com a meio-de-rede Paula e de recepção com a levantadora Aninha.

Formado em sua maioria por jogadoras jovens e pouco conhecidas do grande público – a exceção é a central Karin, com inúmeras passagens pela Seleção Brasileira -, o São Caetano-Mon Bijou entrou no campeonato com a ambição de passar terminar a fase classificatória entre os seis ou sete primeiros colocados. Aos poucos, porém, o técnico Antonio Rizola – campeão mundial juvenil pela Seleção Brasileira no ano passado na Turquia – foi conseguindo moldar o conjunto. Nem mesmo a saída da ponta Joyce, licenciada por causa da gravidez, quebrou o entrosamento.

A média da idade da equipe titular – seis jogadoras mais a líbero – é de 24,3 anos. Mas, incluindo-se no grupo de 16 jogadoras as juvenis Natasha e as infanto-juvenis Priscila e Renata, esse número cai para 20,1. A equipe principal do Rexona-Ades tem média pouco mais baixa – 20,1 anos. Enquanto o São Caetano-Mon Bijou tem em Karin a atleta mais velha (34 anos), o Rexona-Ades ainda se apóia na qualidade e liderança de Fernanda Venturini (35).

No domingo, o São Caetano-Mon Bijou deu mais uma amostra de sua evolução ao derrotar em seus domínios o Oi-Macaé por 3 a 2. O time do norte-fluminense, cujas principais estrelas são as atacantes Elisângela e Érika e a levantadora Marcelle, vinha na segunda colocação e só havia perdido para o Rexona-Ades e o Finasa-Osasco. Com esse resultado, o time do ABC se aproximou do Oi-Macaé na terceira colocação, mas Rizola não quer nem cogitar a possibilidade de ultrapassar o rival. “Essa vitória é uma conseqüência do nosso trabalho, mas temos de ter os pés no chão. Realisticamente, estamos na briga pelo quarto lugar. Tanto que nas minhas contas não entram o jogo contra o Rexona-Ades nem o de sábado contra o Finasa-Osasco. Contra essas equipes, somos e seremos franco-atiradores”, afirmou.

As prováveis formações iniciais:

Rexona-Ades: Thaísa, Fernanda Venturini, Jaqueline, Sassá, Fabiana, Renatinha e Fabi (líbero). Técnico: Bernardinho.

São Caetano-Mon Bijou: Fabíola, Ciça, Paula, Karin, Dayse, Suelle e Nine (líbero). Técnico: Antonio Rizola.

Fonte: MF2

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560