Federação Paulista de Volleyball

FPV

Finasa vence Rexona-Ades

14 fev 2007

Rio de Janeiro (RJ) – O Finasa quebrou nesta terça-feira a invencibilidade do Rexona-Ades na Superliga Feminina de Vôlei de 2006/2007 ao vencer o grande clássico brasileiro por 3 sets a 2, com parciais de 23/25, 25/23, 25/19, 16/25 e 15/11, em pouco mais de duas horas de partida, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro. Mesmo com o resultado, o Finasa terminou em segundo lugar na classificação geral e vai enfrentar o Brasil Telecom no playoff das quartas-de-final.

Maior clássico do vôlei atual, o jogo começou tenso, com as jogadoras nervosas e errando muitos saques e alguns ataques. Um exemplo disso é que cada uma das duas equipes cometeu oito erros no primeiro set, um número muito alto, principalmente se levando em conta o bom nível técnico das atletas. O equilíbrio, porém, foi o destaque, com o Rexona vencendo por 25/23, em 28 minutos.

O segundo set começou da mesma forma, repetindo o equilíbrio da abertura. A vantagem do Finasa foi a maior agressividade no saque, que causou dificuldades para o adversário e facilitou o desempenho de seu bloqueio. A série também durou 28 minutos, com vitória do time paulista por 25/23.

O Rexona-Ades começou bem melhor o terceiro set, chegou a vencer por cinco pontos de diferença, mas, numa boa seqüência de saques de Elisangela, o Finasa reagiu, vencendo a série por 25/19, em 26 minutos. Mesmo pressionado, o Rexona voltou mais forte ainda no quarto set. Recuperado da perda de Estefânia, que torceu o pé esquerdo no início do jogo, o líder do torneio contou com boa atuação da atacante Sassá, com o saque forçado e vitória por 25/16, em 27 minutos.

A emoção de todo o jogo ficou mais forte ainda no tie-break. A boa torcida que compareceu ao Ginásio do Tijuca Tênis Clube bem que tentou empurrar o Rexona-Ades com o seu entusiasmo, mas o Finasa se manteve mais tranqüilo e, num final muito concentrado, acabou fechando o set por 15/11, em 18 minutos. Líder do torneio, o time carioca enfrenta agora o Vôlei Futuro, de Araçatuba, nas quartas-de-final.

As jogadoras do Finasa fizeram uma grande festa na quadra e comemoraram muito a difícil vitória. A atacante Natalia, de 17 anos, teve um motivo a mais de alegria. Ela ganhou o troféu VivaVôlei, dado pela Confederação Brasileira à melhor jogadora da partida.

“Conseguimos dar uma boa resposta em quadra. Não fomos bem na primeira partida contra o Rexona, em Osasco, e agora fizemos um belo jogo. Esta vitória vai ser muito importante em nossa preparação para os playoffs. Vamos entrar com uma cabeça muito boa”, acredita a atleta, um dos destaques do time.

A líbero Arlene concorda com Natalia. “Nunca é fácil jogar contra o Rexona. Foi uma vitória difícil porque sempre corremos atrás. A superação sempre dá um moral a mais”, comenta a experiente atleta, de 36 anos.

O técnico Luizomar de Moura ficou emocionado com a vitória e, principalmente, com a superação da equipe. “Fizemos uma segundo turno de recuperação, trabalhando em cima de nossas falhas. Vencer o time de Bernardinho, que é uma referência mundial, é muito importante”, lembra. “É fundamental, porém, manter os pés no chão e saber que temos de trabalhar muito ainda.”

A Superliga vai sofrer uma paralisação por causa do carnaval. Nos próximos dias a CBV deve anunciar a tabela de jogos das quartas-de-final, que devem começar só no dia 24.

O Finasa começou jogando com Fabiana Berto, Elisangela, Valeskinha, Carol Gattaz, Paulo Pequeno, Natalia e Arlene como líbero. Também entraram Raquel, Fernandinha, Adenízia e Silvana. Já o Rexona-Ades, dirigido pelo técnico Bernardinho, contou com Danielle Lins, Renatinha, Fabiana, Thaisa, Sassá, Estefânia e Fabio como líbero. Também jogaram Regiane, Camilla Adão e Amanda.

Fonte: ZDL

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560