Federação Paulista de Volleyball

FPV

Finasa vence Rexona-Ades na primeira final

02 abr 2007

Osasco (SP) – O Finasa/Osasco (SP) venceu o Rexona-Ades (RJ), por 3 sets a 0 (31/29, 25/23 e 25/21), e largou na frente na luta pelo título da Superliga feminina de vôlei 06/07. A partida, realizada neste domingo, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP), teve duração de 1h33, e foi válida pela primeira rodada da série melhor de cinco.

A atacante do Finasa/Osasco, Valeskinha, recebeu o Troféu VivaVôlei de melhor jogador em quadra. A oposto do Rexona-Ades, Renatinha, foi a maior pontuadora da partida, com 16 acertos.

Se em ambas as equipes, jogadoras experientes estavam em quadra, foram duas novatas que expressaram melhor o quanto é importante uma final de Superliga. Tanto a atacante do Finasa/Osasco, Natália, quanto a levantadora do Rexona-Ades, Dani Lins, confirmaram que o nervosismo é inevitável.

“Tentei manter a tranquilidade como toda a minha equipe. Sei que é minha primeira final e o nervosismo antes do jogo é uma coisa comum. Ainda bem que consegui, depois do início da partida, me manter concentrada e ajudar minha equipe a sair com uma vitória. Foi muito bom começar assim. Essa foi a primeira final de Superliga da minha vida e não vou esquecer”, afirma Natália.

Dani Lins não terá bons momentos para recordar, mas é só confiança. “Fiquei ansiosa com a primeira final de Superliga e alternei bons e maus momentos na partida. Acabamos derrotadas nesse primeiro confronto, mas nada está perdido. Agora, é tudo ou nada. Temos que entrar confiantes na próxima partida para empatar a série melhor de cinco jogos”, diz a levantadora.

Sobre o próximo confronto, Natália acredita que o Finasa/Osasco deve manter a mesma postura. “Vencemos apenas um jogo. Jogamos bem e temos que levar isso para as outras partidas da final. Temos que entrar com tranquilidade para poder conseguir outra vitória diante do Rexona-Ades. Além disso, devemos manter a obediência tática, que é muito importante em uma final”, analisa a atacante do Finasa/Osasco.

Já Dani Lins acredita numa mudança de postura do time carioca. “Não perdemos nada. Temos que ter isso em mente. Devemos manter a tranqüilidade e buscar a vitória em nossa casa. Essa primeira partida deve servir de exemplo para a correção de nossos erros. Com muito treinamento, podemos reverter essa situação e buscar duas vitórias no Rio de Janeiro”, diz Dani Lins.

Na próxima quarta-feira, às 19h, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, Rexona-Ades e Finasa/Osasco voltam a se enfretar pela final da Superliga feminina.

EQUIPES

FINASA/OSASCO – Fabiana Berto, Elisângela, Natália, Paula, Valeskinha e Carol Gattaz. Líbero:Arlene. Entraram: Fernanda, Adenísia, Silvana e Raquel. Técnico: Luizomar de Moura

REXONA-ADES – Dani Lins, Renatinha, Sassá, Estefânia, Thaisa e Fabiana. Líbero: Fabi. Entraram: Regiane, Camila Adão, Amanda e Daniele. Técnico: Bernardinho

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560