Federação Paulista de Volleyball

FPV

Finasa vence Rexona-Ades e empata o playoff final

13 abr 2006

Rio de Janeiro (RJ) – Depois de perder o primeiro jogo da decisão por 3 a 2, em Osasco, o Finasa conseguiu a reabilitação do playoff final da Superliga Feminina de Vôlei de 2005/2006. Num jogo emocionante e muito disputado, o tricampeão brasileiro derrotou o Rexona-Ades por 3 a 2, com parciais de 26/24, 12/25, 17/25, 25/15 e 20/18, em 2h06 de partida, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro.

Além de empatar a série melhor-de-cinco das finais por 1 a 1, o Finasa terminou com uma campanha de 22 partidas invictas do Rexona-Ades na principal competição interclubes do país. As jogadoras do time paulista comemoram bastante a façanha e fizeram uma grande festa na quadra. A vitória dramática reforça ainda mais a confiança do grupo para o terceiro jogo da decisão, marcado para quarta-feira, dia 19, às 18 horas, no Ginásio Caio Martins, em Niterói.

O bloqueio foi o grande destaque do Finasa no primeiro set. A equipe dirigida pelo técnico Paulo Coco voltou a mostrar instabilidade na recepção, mas compensou a deficiência com um saque mais regular e o bloqueio eficiente, responsável pela marcação de seis pontos e pela vitória na parcial por 26/24.

Embora tenha começado bem o segundo set, o Finasa não conseguiu manter o ritmo. As falhas na recepção foram determinantes para uma grande vantagem do Rexona, que acabou fechando por 25/12.

Com atuação inspirada de Fernanda Venturini, o Rexona voltou a comandar as ações no terceiro set. Nem mesmo as constantes alterações feitas por Paulo Coco surtiram efeito e a equipe carioca acabou ganhando por 25/17.

Se não produziram resultados no terceiro set, as mudanças foram fundamentais a partir do quarto. A juvenil Mariana, que não esteve entre as 12 inscritas em nenhuma partida dos playoffs, foi o grande destaque da equipe de Osasco. Com boa atuação no passe, na defesa e no saque, a atacante paraibana conseguiu dar volume de jogo e consistência ao Finasa, que venceu a série por 25/15.

O tie-break foi espetacular. Depois de estar perdendo por quatro pontos de diferença (9/13), o Finasa reagiu e o final do jogo foi dramático. As duas equipes tiveram a oportunidade de fechar a partida. Novamente o bloqueio, somado à tranqüilidade de uma equipe mais experiente, fez a diferença. A meio-de-rede Valeskinha foi eleita a melhor atleta da partida, ganhando o Troféu VivaVôlei.

A capitã do Finasa comemorou muito. “Os nossos méritos foram a garra, a coragem e a determinação. Em alguns momentos, estivemos ansiosas e não rendemos bem”, comentou Valeskinha. “Este time é lindo, unido e batalhador.”

O técnico Paulo Coco concorda com a atleta. “As jogadoras mostraram brio, superação e por isso saímos daqui com a vitória. Vamos comemorar muito agora e colocar a cabeça no lugar. As dificuldades para a próxima partida serão triplicadas e teremos de estar preparados para isso.”

A Confederação Brasileira de Vôlei reservou outras duas datas para a decisão da Superliga Feminina. O quarto jogo está previsto para o dia 22, em Barueri, na Grande São Paulo, e o quinto e último para o dia 26, novamente no Caio Martins.

O Finasa começou jogando com Carol Albuquerque, Bia, Valeskinha, Carol Gattaz, Mari, Soninha e Arlene como líbero. Entraram Fabiana Berto, Monique, Mariana e Luciana. O Rexona-Ades, do técnico Bernardinho, contou com Fernanda Venturini, Renatinha, Thaisa, Fabiana, Jaqueline, Sassá e Fabi como líbero. Também entraram Camilla Adão, Estefânia e Amanda.

Fonte: ZDL

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560