Federação Paulista de Volleyball

FPV

Finasa supera Brasil Telecom e vai à final

12 abr 2008

Barueri (SP)– O Finasa/Osasco (SP) será o adversário do Rexona-Ades (RJ) na decisão da Superliga feminina de vôlei 07/08. Neste sábado (12.04), em uma virada impressionante, o time paulista superou o Brasil Telecom (SC) por 3 sets a 2 (19/25, 18/25, 25/19, 25/22 e 15/12) e fechou com duas vitórias a série de melhor de três partidas da fase semifinal da competição. O jogo, que teve 2h17 de duração, foi realizado no ginásio José Corrêa, em Barueri (SP). Na primeira rodada, no último domingo, em Brusque (SC), a equipe de Osasco (SP) havia vencido pelo mesmo placar. A final da Superliga feminina 07/08 será no próximo SÁBADO (19.04), no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. O Brasil Telecom disputará o terceiro lugar da competição com o Pinheiros/Blausiegel (SP).

Campeão do primeiro e do terceiro torneios da fase classificatória da Superliga, o Finasa/Osasco encerrou a primeira etapa da competição em segundo lugar. O time paulista chega à decisão com 22 vitórias e quatro derrotas. Tricampeã da Superliga (02/03, 03/04 e 04/05), a equipe de Osasco disputará pela sétima vez consecutiva à final da competição. Nas três últimas temporadas, o adversário foi o Rexona-Ades, que levou a melhor em 05/06 e 06/07.

A maior pontuadora da partida foi a ponteira Paula Pequeno, do Finasa/Osasco, que obteve 21 acertos. A atacante do time paulista foi eleita a melhor jogadora na quadra e recebeu o Troféu VivaVôlei. A também ponteira Érika, do Brasil Telecom, fez 17 pontos.

Após a partida, o técnico Luizomar de Moura, do Finasa/Osasco, comentou a impressionante reação da equipe e comemorou a classificação para a decisão.

“Já esperava por um grande confronto com o Brasil Telecom, afinal uma semifinal de Superliga nunca é fácil. Nosso time passou por uma situação difícil no início do jogo porque entrou desconcentrado e sem paciência para executar o que havíamos planejado nos treinos. O saque e a recepção falharam muito. A entrada da Suelle estabilizou o passe e nos deu maior tranqüilidade para jogar. Foi importante para mostrar a força do nosso grupo”, comentou o treinador.

Do outro lado, o técnico Mauricio Thomas elogiou a postura de sua equipe no começo do jogo, mas lamentou a queda de rendimento e as oportunidades desperdiçadas no tie-break.

“Entramos com a proposta de nos doar em todos os pontos. Não havia bola perdida para nós. Tentamos usar mais a bola de meio, o que não havia acontecido no primeiro jogo, e esta estratégia funcionou. Quando o Finasa/Osasco passou a sacar melhor, perdemos esta opção e eles se aproveitaram, cresceram na partida e ganharam moral. Uma vantagem de 8/4 no quinto set é considerável. Não fomos eficientes nos contra-ataques que tivemos. Para um time que sonhava em chegar à final, é um fator que precisa ser melhorado”, avaliou Mauricio.

O JOGO

O time catarinense iniciou o primeiro set melhor e logo abriu boa vantagem (7/3) em um ataque da meio-de-rede Renata. Uma finalização errada da central da equipe de Brusque deixou o Finasa/Osasco mais próximo do adversário no placar (8/7). No entanto, o Brasil Telecom recuperou o ritmo do início da parcial, mostrando eficiência no bloqueio e na defesa, e fez 17/9. O time paulista voltou a encostar (22/18), mas não evitou a derrota após um ataque da oposto Lia (25/19).

Mantendo a eficiência da parcial anterior, o Brasil Telecom foi para o primeiro tempo técnico do segundo set em vantagem (8/5). O Finasa/Osasco virou e chegou a fazer 13/9, em um bloqueio da central Dani Scott. O placar ficou empatado em 17/17, mas uma série de sete pontos – quatro de bloqueio e três em erros do adversário – deixou o Brasil Telecom próximo da vitória (24/17). Uma finalização da ponteira Juzinha selou o triunfo do time catarinense: 25/18.

No terceiro set, foi o Finasa/Osasco quem saiu na frente. O time paulista abriu cinco pontos (8/3) e manteve a diferença no segundo tempo técnico (16/11). Na seqüência, o Brasil Telecom viveu seu melhor momento na parcial e reduziu a vantagem para três pontos (18/15), em um ataque de Juzinha. No fim, o Finasa/Osasco voltou a impor seu ritmo e fechou em 25/19, após um bloqueio de Dani Scott.

No quarto set, o Finasa/Osasco voltou a abrir vantagem no início. No primeiro tempo técnico, a diferença era de quatro pontos (8/4). No meio da parcial, o time paulista conseguiu uma boa seqüência de pontos e fez 20/12. O Brasil Telecom reagiu e reduziu a diferença (22/21). Aí brilhou a estrela da ponteira Paula Pequeno que, com três pontos (dois de ataque e um de bloqueio), fechou o set em 25/22.

No set decisivo, o Brasil Telecom chegou a ter 10/6 no placar. No entanto, uma seqüência de erros de finalização da equipe catarinense diminuiu a diferença para três pontos (10/9). O Finasa/Osasco chegou à igualdade no 12º ponto e, aproveitando boa passagem no saque da levantadora Carol, marcou três pontos consecutivos e fechou a partida em uma cortada de Paula Pequeno, que garantiu a equipe na final: 15/12.

EQUIPES

FINASA/OSASCO – Carol, Elisangela, Paula Pequeno, Natália, Dani Scott e Adenizia. Líbero – Marcelinha. Entraram – Suelle, Ana Tiemi, Tandara, Andréia e Silvana. Técnico – Luizomar de Moura.

BRASIL TELECOM– Fabi Berto, Lia, Érika, Juzinha, Edna e Renata. Líbero – Verê.Entraram – Luciana, Kika, Betina e Verônica. Técnico – Mauricio Thomas.

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560