Federação Paulista de Volleyball

FPV

FINASA E REXONA-ADES DECIDEM PRIMEIRO TURNO

11 jan 2005

Osasco (SP) – Finasa e Rexona-Ades fazem nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, o jogo mais aguardado do primeiro turno da Superliga Feminina de Vôlei 2004/05. É o duelo do líder invicto, o Rexona, contra o vice-líder da mais importante competição do vôlei nacional. A partida será disputada às 20h30, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, com transmissão ao vivo do SporTV. Na rodada do fim de semana, o time carioca venceu o MRV/Minas por 3 sets 1, no Rio. Já o Finasa perdeu para o Pinheiros/Blue Life, em São Paulo, por 3 a 2. Quem vencer nesta quarta leva o título simbólico de campeão do primeiro turno.

A partida marca também o reencontro dos técnicos campeões olímpicos com a seleção masculina de vôlei. Do lado do Finasa, José Roberto Guimarães, ouro em Barcelona/1992. Já o Rexona-Ades é comandado por Bernardo Rezende, o Bernardinho, campeão em Atenas/2004.

Nos últimos dois confrontos entre as equipes, ambos pela Salonpas Cup no ano passado, as cariocas saíram vitoriosas, inclusive na decisão. Para a atacante Mari, porém, hoje a situação é bem diferente. “As duas equipes estão melhores, mais entrosadas. Vai ser uma ‘guerra’ dentro da quadra, com os dois times querendo a vitória de qualquer maneira. É um jogo que será decidido nos detalhes, vai ganhar quem tiver mais raça e vontade”, diz a jogadora do Finasa.

Mari acredita que as duas equipes se equivalem e por isso não há favorito, mesmo com o Rexona jogando em casa. “Claro que fatores como torcida, quadra e ter de viajar acabam influenciando um pouco, mas isso não define o resultado”, afirma.

O Finasa treinou muito o saque e o bloqueio durante a semana para tentar neutralizar o ataque do Rexona. A idéia é quebrar o passe do adversário, evitando que a bola chegue em boas condições para a levantadora Fernanda Venturini. Para a líbero Arlene, a concentração será fundamental para que o Finasa volte a vencer. “O time não pode oscilar tanto como aconteceu contra o Pinheiros. Precisamos buscar uma sintonia entre as jogadoras, com todas atuando em um mesmo nível. Não adianta duas ou três estarem bem e as outras não”, diz.

Ela ainda lembra que o favoritismo atribuído ao time do Rio pode ser muito útil ao Finasa. “A pressão está toda do lado delas, pois todo mundo acha que o Rexona já levou, saiu até uma enquete sobre isso. Na verdade, eu nem penso muito no adversário, mas sim na gente, porque é a nossa casa que precisa estar arrumada”, comenta a líbero.

O técnico José Roberto Guimarães terá neste jogo o reforço da atacante Érika, que está totalmente recuperada da lesão abdominal que sofreu em dezembro. Ela já participou do jogo contra o Pinheiros, no sábado, quando entrou no quarto set. Zé Roberto espera um desempenho melhor da equipe em relação ao último jogo. “Sem dúvida as jogadoras vão querer mostrar serviço e se superar nesta partida tão importante”, avalia o treinador.

Fonte: ZDL

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560