Federação Paulista de Volleyball

FPV

Finasa busca o tetra da Superliga de Vôlei

17 abr 2009

 


 


Fonte: ZDL


 


Em partida única, equipe paulista decide o título neste sábado, às 9h30, contra o Rexona-Ades, no Rio


 


Rio de Janeiro (RJ) – Depois de quase seis meses de competição e 30 partidas, com 24 vitórias e seis derrotas, o Finasa busca neste sábado, a partir das 9h30, no Ginásio do Maracanãzinho, no Rio, o tetracampeonato da Superliga Feminina de Vôlei. Em sua oitava final consecutiva, o time paulista decidirá pela quinta vez seguida contra o Rexona-Ades, com transmissão ao vivo da TV Globo e SporTV.


 


Com seis campeãs olímpicas em quadra, sendo Carol Albuquerque, Paula Pequeno, Sassá e Thaísa pelo Finasa, e Fabiana e Fabi pelo Rexona-Ades, a partida promete muito equilíbrio e emoção, já que se trata de um grande clássico, com muita rivalidade.


 


As duas equipes fizeram cinco jogos nesta temporada, com duas vitórias do Finasa e três do Rexona. Além disso, das últimas quatro finais, o time paulista ganhou uma e perdeu três. Por isso, o objetivo no Finasa é mostrar sua força e conseguir uma história diferente nesta decisão.


 


“Estamos dormindo e acordando com o pensamento no Rexona. Queremos muito quebrar este tabu e sair do Maracanãzinho como campeãs”, comentou a oposta Natália, de apenas 20 anos, em sua terceira final de Superliga pelo Finasa e um dos destaques do time. “Tenho certeza de que este será um jogo muito importante na carreira de todas as jogadoras.”


 


Natália tem mostrado muita disposição em quadra. Na terceira e decisiva partida contra o São Caetano/Blausiegel pelas semifinais, por exemplo, ela foi a maior pontuadora (19 acertos) e liderou ainda os rankings de saque, ataque e defesa, sendo apontada pelas estatísticas da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) como a melhor atleta da rodada.


 


Outra jogadora bastante determinada é a ponta Sassá, líder do ranking de recepção do torneio. “Ganhei os últimos três títulos pelo Rexona e agora quero comemorar a vitória com o Finasa. São dois grandes times, que se conhecem muito bem e além da tática e da técnica temos de jogar com muita vontade de vencer”, disse a campeã olímpica. A levantadora Carol concorda. “Fizemos a melhor preparação possível, cheio de sacrifícios e não podemos deixar tudo a perder agora. Vamos lutar muito pelo título.”


 


O técnico Luizomar de Moura também se mostra confiante, apesar de consciente das dificuldades. “Trabalhamos muito. Todas as jogadoras estão extremamente estudadas e acho que a vontade de vencer deve fazer a diferença”, lembrou o treinador, campeão da Superliga com o Flamengo em 2000.


 


As jogadoras fizeram musculação na manhã desta sexta-feira na Estação do Corpo, na Lagoa, e saque e passe à noite no Maracanãzinho. “Elas fizeram apenas exercícios de manutenção, com carga leve. O objetivo é deixá-las mais rápidas e potentes”, explicou o preparador físico Robson Guerreiro.


 


Luizomar não definiu o time-base, mas a tendência é começar com a mesma equipe que eliminou o São Caetano/Blausiegel: Carol, Natália, Adenízia, Thaísa, Paula Pequeno, Sassá e a líbero Camila.


 


O Finasa busca encerrar a temporada com 100% de aproveitamento. O time conquistou todos os títulos disputados (Copa São Paulo, Torneio Sub-21 dos Jogos Regionais, Copa Brasil, Salonpas Cup, Campeonato Paulista e Jogos Abertos do Interior).

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560