Federação Paulista de Volleyball

FPV

Em casa, São Caetano-Mon Bijou brilha e vence Oi-Macaé

06 fev 2006

São Caetano do Sul (SP) – O São Caetano-Mon Bijou conquistou neste domingo a sua vitória mais importante na Superliga Feminina de Vôlei. Surpresas da competição, as jovens meninas do técnico Antonio Rizola menosprezaram o favoritismo do Oi-Macaé e ganharam a partida de encerramento da segunda rodada do returno por 3 a 2 (25/15, 20/25, 25/22, 17/25 e 15/12), no Ginásio Lauro Gomes. A ponteira Suelle recebeu o Troféu Viva Vôlei como melhor jogadora na quadra.

Foi a sexta vitória do São Caetano-Mon Bijou e a terceira derrota do Oi-Macaé, que até então só havia perdido para Rexona-Ades e Finasa-Osasco, as maiores potências do vôlei nacional. Com o resultado, a equipe do ABC assumiu a quarta colocação, embora com um jogo a mais que o Pinheiros-Blue Life. Nesta terça-feira, o São Caetano-Mon vai ao Rio de Janeiro enfrentar o líder Rexona-Ades no ginásio da Tijuca.

Justificando a condição de um dos melhores bloqueios da Superliga, o São Caetano-Mon Bijou não deu chances às jogadoras fluminenses no primeiro set e fechou facilmente em 25/15. No segundo, depois de abrir seis pontos de vantagem o time se descontrolou a permitiu a virada em 25/20. Voltou a comandar a partida no terceiro, mas novamente caiu de produção no quarto. O desempate foi emocionante. Depois do equilíbrio inicial, o Oi-Macaé estabeleceu 11-9. Rizola pediu tempo, colocou Raquel e seu 1m86 para reforçar o bloqueio e a equipe passou à frente para decretar o 15-12 final.

“Foi uma grande atuação do nosso time, principalmente quanto ao desempenho tático. Os altos e baixos podem ser considerados normais porque o elenco é bastante novo e pouco experiente. Ganhar do Oi-Macaé foi importante para elevar o moral de todos, mas não podemos perder nosso foco. Nossa luta é para brigar pela quarta colocação no fim do returno. O resultado também não deixa de ser um reconhecimento do nosso trabalho”, comemorou Rizola.

Capitã e atleta mais calejada da equipe, a meio-de-rede Karin, de 34 anos, e a novata Suelle, de apenas 18, coincidiram nas avaliações das causas da vitória. “O fundamental foi a motivação”, afirmaram. “Nossa raça e esforço foram o diferencial”, observou Suelle. “O jogo foi nivelado e o Oi-Macaé tem jogadoras de seleção, como a Elisângela, a Érika e a Marcelle. As duas equipes estavam esgotadas no finalzinho do quinto set e isso era nítido. Fomos um pouquinho mais fortes e conseguimos defesas importantes que nos permitiram virar o marcador”, completou Karin.

Os times jogaram assim:

São Caetano-Mon Bijou: Fabíola, Dayse, Karin, Paula, Suelle, Ciça e Nina (líbero). Entraram: Aninha, Raquel, Priscila e Tica. Técnico: Antonio Rizola.

Oi-Macaé: Marcelle, Érika, Elisângela, Dani, Giovanna, Fofinha e Miny (líbero). Entraram: Natália e Eth. Técnico: Luizomar de Moura.

Fonte: MF2

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560