Federação Paulista de Volleyball

FPV

De olho nas finais do Paulista, Finasa já pensa na Superliga

27 nov 2007

Time de Luizomar de Moura busca a conquista do tetracampeonato

São Paulo (SP) – O Finasa, que nesta quarta-feira, a partir das 21h30, faz a primeira partida do playoff final do Campeonato Paulista Feminino de Vôlei, diante do São Caetano, no ABC, já pensa na Superliga, a principal competição interclubes do país. O time orientado pelo técnico Luizomar de Moura busca a partir do dia 10, quando estréia diante do Sport/Maurício de Nassau, em Recife, o tetracampeonato. Campeão nas edições de 2002/03, 2003/04 e 2004/05 e vice em 2001/02, 2005/06 e 2006/2007, o Finasa disputou as últimas seis decisões – fato inédito no torneio -, mostrando grande regularidade.

Com infra-estrutura de primeiro mundo, o Finasa aposta este ano numa mescla de jogadoras jovens e mais experientes para lutar mais uma vez pelo título. Ao lado de atletas consagradas como Paula Pequeno (25 anos), Carol Albuquerque (30), Danielle Scott (35) e Elisangela (29), a equipe contará com revelações como Natália (18), Ana Tiemi (20), Adenízia (20), Suelle (20), Tandara (19), Silvana (19) e Martina (19). Outras jogadoras como Marcelinha (22) e Andréia (24) buscam afirmação no cenário nacional.

O sistema de disputa da Superliga será diferente este ano. Ao contrário das edições anteriores, quando os times disputavam turno e returno todos contra todos na fase classificatória, desta vez as dez equipes participantes foram divididas em dois grupos (A e B), definidos de acordo com o nível técnico e posição geográfica.

Haverá quatro torneios qualificatórios. No primeiro, as equipes jogarão – todas contra todas – com os times do seu próprio grupo. Os vencedores de cada grupo decidirão, em partida única, o título. O jogo será realizado na casa do time com o melhor índice técnico e terá mando de quadra da CBV. No segundo torneio, os times jogarão contra as equipes do outro grupo. Na terceira disputa, os participantes voltam a jogar com os times do outro grupo, mas o mando de jogo invertido. No quarto, as equipes voltam a enfrentar as equipes do seu próprio grupo, mas com o mando de quadra invertido em relação ao primeiro torneio.

Haverá quatro finais, com os vencedores dos grupos se enfrentando nos dias 30/12, 31/01, 24/02 e 22/03. Na seqüência, os oito times mais bem colocados iniciam as decisões com a disputa dos playoffs das quartas-de-final. O Finasa está no grupo B da Superliga ao lado de Pinheiros/Blausiegel, Fiat/Minas, Mackenzie/Cia do Terno e Sport/Maurício de Nassau. No A, estão Rexona-Ades, Banespa, São Caetano, Vôlei Futuro/Araçatuba e Brasil Telecom.

Para Luizomar, que participou de diversas edições da Superliga – foi campeão em 2001, com o Flamengo -, a nova forma de disputa será uma novidade. “Após muitos anos num mesmo sistema, avaliaremos melhor a próxima edição somente no decorrer do torneio”, lembrou. “O que agradou foi o fato de saber que a TV aberta irá cobrir o campeonato. Com uma cobertura integral, outros patrocinadores também apoiarão a modalidade.”

Além da visibilidade, o técnico também comentou a fase classificatória. De acordo com ele, as disputas semelhantes a torneios devem ser emocionantes. “Cada etapa classificatória irá proporcionar uma final. Teremos uma expectativa maior em torno dos confrontos.”

A levantadora Carol Albuquerque disse estar empolgada com a estréia na competição. Para a gaúcha, o Finasa tem tudo para fazer uma boa apresentação. “Contamos com todo apoio para buscar o tetra. Mas, precisamos ficar atentas às equipes como o Rexona, Fiat/Minas, Brasil Telecom e Pinheiros que irão brigar forte pelo título”, comentou.

Para Paula Pequeno, a Superliga 2007/2008 terá boas novidades como, por exemplo, a participação de novas equipes no torneio. “Ficamos contentes ao perceber que novas oportunidades surgem paras as atletas. Durante o torneio, vamos nos acostumar ao perfil da competição e lutar para alcançar o tetracampeonato”, disse a jogadora, que ajudou a seleção brasileira a conquistar uma vaga nos Jogos Olímpicos de Pequim. “Independentemente da forma que será disputada a Superliga, o Finasa tem obrigação de buscar o título.”

Fonte: ZDL

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560