Federação Paulista de Volleyball

FPV

Dante chega ao Santander/SBC para viver momentos de alegria

02 jun 2009

 


Fonte: Photo&Grafia Comunicação


 


Após sete anos fora, jogador quer viver a felicidade de jogar no Brasil


 


Santo André (SP) – Sete anos fora do Brasil, dois filhos nascidos nesse período, três países diferentes como casa e, depois disso tudo, a temporada 2009/2010 marca o retorno do ponta Dante Guimarães Amaral ao Brasil e a um tempo de felicidades. O jogador de 28 anos se apresentou hoje (2) ao Santander / São Bernardo com o entusiasmo necessário para uma bela temporada.


 


“Estou muito feliz e chego ao Santander com toda a experiência adquirida na Itália, na Grécia e na Rússia. Não foi nada fácil estar esse tempo todo longe, mas tudo que aprendi nesse tempo fez o Dante que sou hoje”, disse o jogador, que segundo o Diretor de Vôlei, José Montanaro Jr., chega para ser mais um líder no Santander. “Qualquer equipe gostaria de ter o Dante. Ele vai enriquecer muito o nosso time, não só na parte técnica, mas também na liderança do grupo”, disse Montanaro.


 


E Dante afirma que está preparado. “De quatro anos para cá, venho sendo referência nas equipes que joguei. Aqui, poderei ajudar com a minha experiência e, ao lado do Serginho (líbero do time do ABC e da Seleção Brasileira), liderar o Santander”, garantiu Dante, que é nascido em Itumbiara (GO) e tem 2m01.


 


Estar de volta ao Brasil é um sonho que vinha sendo alimentado há tempos. Dessa vez, com o convite de Montararo, a chance foi concretizada. “Nunca joguei no Santander, mas todos que passaram por aqui fazem elogios. Sempre soube que é um time que prioriza o atleta e isso é muito importante. A comissão técnica também conta muito e conheço o Rubinho (treinador do Santander) há 10 anos e sei da competência e capacidade dele”, disse Dante.


 


“Estar de volta é muito bom. São pequenos detalhes que me deixam feliz, como ouvir todo mundo falando português a minha volta”, brincou Dante, que passou três anos no voleibol italiano, no time do Modena, três anos no Panathinaikos, da Grécia, e na última temporada defendeu o Dínamo de Moscou, da Rússia.


 


Mas o jogador teve outros motivos para seu retorno, especialmente depois de um ano na Rússia longe da sua família. “Meu filho, Antônio, de um ano e quatro meses, passou por uma cirurgia no coração logo depois que nasceu e recentemente teve uma pneumonia forte, quando teve que ficar um mês internado da UTI. Hoje, graças a Deus está tudo bem, ele já saiu do hospital e superou mais essa. O meu filho é um guerreiro”, disse Dante, que também é pai de Giovanna, de cinco anos.


 


Dante ainda não sabe muito sobre seu futuro próximo. Após pedir dispensa da Seleção Brasileira justamente por causa dos problemas de saúde do seu filho, ele conversará em breve com os técnicos da Seleção, Bernardinho, e do Santander, Rubinho, para montar sua programação. Por enquanto, Dante só confirma que continuará com o grupo brasileiro até 2012.       

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560