Federação Paulista de Volleyball

FPV

Cimed/Malwee sai na frente do Pinheiros/Sky nas semifinais

18 abr 2010

 


 


Fonte:CBV


 


Próximo jogo será em São Paulo


 


São Paulo (SP) – Em uma partida de tirar o fôlego dos torcedores mais apaixonados, Cimed/Malwee (SC) e Pinheiros/Sky (SP) estiveram frente a frente na primeira partida da série semifinal da Superliga Masculina de vôlei 09/10, neste sábado (17.04). Depois de 2h49 de jogo, no ginásio Capoeirão, a juventude do time catarinense superou a experiência do time paulista por 3 sets a 2 (25/19, 31/33, 25/18, 14/25 e 16/14), no ginásio Capoeirão, em Florianópolis.


 


A segunda partida entre as equipes será disputada na próxima quinta-feira (22.04). O duelo desta vez será no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo, casa do Pinheiros/Sky, a partir das 18h30, com transmissão ao vivo do canal Sportv. Se a Cimed/Malwee, atual campeã, vencer garantirá presença na quarta final consecutiva da Superliga. Já para o Pinheiros/Sky só a vitória interessa para o time chegar à decisão na primeira temporada que disputa a Superliga.


 


O confronto, que vale uma vaga na decisão, reuniu duas gerações de talentos do voleibol brasileiro. Do lado da Cimed/Malwee, a juventude Bruninho, Lucão e Éder, nomes que brilham na atual seleção brasileira. Enquanto pelo Pinheiros/Sky, estrelas consagradas, com a medalha de ouro olímpica no peito, como Giba, Rodrigão e Gustavo.


 


O maior pontuador da partida foi o oposto Bob, da Cimed/Malwee, com 27 acertos. “A Cimed está bem preparada para esta semifinal. Acreditamos muito no potencial do nosso time. Estamos fazendo um bom trabalho. O time está coeso e joga bem assim. Espero que continuemos rendendo dessa forma”, disse Bob.


 


Pelo lado do Pinheiros/Sky, o destaque foi o também oposto Léo. O atacante acumulou 19 pontos. Apesar da derrota, Léo ainda acredita na virada do time paulista para chegar à final. “Sabíamos que jogar contra a Cimed aqui em Florianópolis seria difícil. Para vencer, temos que atuar todos os sets sempre no nosso máximo. Não podemos vacilar em momento algum. Agora, precisamos corrigir nossos erros para o jogo em São Paulo”, avaliou o atacante.


 


Para Léo, o time ainda tem chances reais de chegar à decisão. “Não tem nada perdido. Ainda temos duas oportunidades de vencer e vamos em busca dessas duas vitórias. Precisamos colocar a cabeça no lugar e correr atrás de virar esta série semifinal”, completou o atacante.


 


O jogo


 


No primeiro set, o Pinheiros/Sky cometeu mais erros do que a equipe da Cimed/Malwee. Com um saque forçado sobre os ponteiros Giba e Roca, os donos da casa levaram a melhor. Destaque para o oposto Bob, principal opção do levantador Bruno nas bolas de segurança. A Cimed/Malwee não teve dificuldades para fechar a parcial em 25/19.


 


O Pinheiros/Sky equilibrou o segundo set. Sob o comando de Giba, o time paulista foi mais eficiente no ataque. Mas, do lado da Cimed/Malwee, o oposto Bob continuou fazendo a diferença. Com um saque forçado, o atacante desestruturou a recepção paulista e ajudou a equipe catarinense chegar à segunda parada técnica com três pontos de vantagem (16/13).


 


No entanto, o Pinheiros/Sky recuperou-se com um bom trabalho no bloqueio. A Cimed/Malwee chegou a marcar 23/21, mas o time paulista empatou em 23/23. A partir daí, o jogo ficou equilibrado e com as duas equipes reclamando das marcações da arbitragem. A parcial foi prolongada, com mais de uma hora de duração. Depois do contra-ataque do oposto Léo explorando o bloqueio adversário, o Pinheiros/Sky marcou 33/31, empatando a partida em sets.


 


Nem mesmo o desgaste e a derrota do set anterior desanimaram a Cimed/Malwee para a terceira parcial. Os donos da casa começaram com força no saque, principalmente quando o oposto Bob estava no serviço, e saíram na frente (11/08). O técnico Cebola, do Pinheiros/Sky, substituiu o ponteiro Roca por Pablo. Como no set anterior, o Pinheiros/Sky foi buscar o placar e empatou em 14/14. Mas a Cimed/Malwee retomou o ritmo da partida e marcou 16/14. Empurrado pela torcida, o time catarinense ditou o ritmo da partida e fechou em 25/18, num ataque do ponteiro Renato pelo fundo de quadra.


 


O quarto set foi atípico, comparado com os três primeiros. O Pinheiros/Sky mostrou que não venderia a vitória tão facilmente, e dominou do começo ao fim da parcial. O time paulista começou bem no saque, além de poder contar com os ataques rápidos pelo meio com os centrais Gustavo e Rodrigão. Do lado da Cimed/Malwee, o número de erros prejudicou. Assim, o Pinheiros/Sky dominou toda a parcial e não teve dificuldades para fechar em 25/14.


 


O Pinheiros/Sky saiu na frente no quinto e decisivo set, ao marcar 3/1, com Giba no ataque. Mas no bloqueio de Éder, a Cimed/Malwee empatou: 5/5. O jogo ficou equilibrado e nenhuma das equipes deslanchou no placar.


 


Depois do ataque rápido pelo meio, com Éder, e de um ataque para fora do central Gustavo, a Cimed/Malwee conseguiu abrir dois pontos de vantagem (13/11). Mas Gustavo recuperou-se do erro, bloqueou o oposto Bob e empatou em 13/13. Os donos da casa ainda perderam o ponteiro Thiago Alves, que, com dores musculares, foi substituído por Guilherme. Mas os donos da casa se superaram. Depois do bom saque de Éder, o contra-ataque rápido do central Lucão pelo meio selou a vitória em 16/14.


 


Montes Claros está a uma vitória da decisão


 


No outro confronto das semifinais da Superliga Masculina, duelo mineiro entre Montes Claros/Funadem e Sada Cruzeiro. No primeiro duelo, vitória da equipe de Montes Claros que venceu o time de Belo Horizonte por 3 sets a 1, em Itabira (MG).


 


O segundo jogo da série será na próxima TERÇA-FEIRA (20.04). O duelo será em Montes Claros, a partir das 21h, com transmissão ao vivo do canal Sportv. Se vencer, a equipe da casa garantirá uma vaga na final. Para o Sada Cruzeiro só a vitória interessa para forçar o terceiro jogo.


 


EQUIPES


 


CIMED/MALWEE – Bruno, Bob, Thiago Alves, Renato, Éder e Lucão. Líbero – Mário Jr.


 


Entraram – Jamelão, Leandro, Ialisson, Thales e Guilherme.


 


Técnico – Marcos Pacheco


 


PINHEIROS/SKY – Marcelinho, Léo, Giba, Roca, Gustavo e Rodrigão. Líbero – Felipe.


 


Entraram – Pablo, Aureliano e Joel.


 


Técnico – Cebola


 


 

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560