Federação Paulista de Volleyball

FPV

Cimed/Malwee derrota Pinheiros/Sky

03 mar 2010

 


 


Fonte: CBV


 


Numa reação fantástica, atuais campeões vencem batalha de 2h34. Thiago Alves e Giba são os destaques do duelo de gerações do voleibol brasileiro


 


 


Rio de Janeiro – Uma partida digna de final da Superliga Masculina 09/10. Assim foi o encontro de gerações do voleibol brasileiro nesta TERÇA-FEIRA (02.03). De um lado, o experiente time do Pinheiros/Sky (SP), com estrelas que brilharam na seleção brasileira, como Gustavo, Rodrigão e Giba. Do outro, o jovem time da Cimed/Malwee (SC), base da atual seleção nacional, com Bruninho, Thiago Alves e Lucão. O time catarinense precisou de 2h34 para virar a partida e vencer no tie-break, parciais de 20/25, 18/25, 25/22, 25/16 e 27/25, no ginásio Capoeirão, em Florianópolis. O confronto foi válido pela oitava rodada do returno da competição.


 


Com o resultado, a Cimed/Malwee voltou a vencer na competição. Na última rodada, havia perdido para o Sesi/SP. A equipe catarinense quebrou a série de seis vitórias consecutivas do Pinheiros/Sky e manteve a liderança da Superliga, com 45 pontos, em 24 partidas disputadas (21 vitórias e três derrotas). O Pinheiros/Sky ocupa o quarto lugar, com 41 pontos, em 24 jogos – 17 triunfos e sete resultados negativos.


 


Thiago Alves supera dores


 


O nome do jogo foi o ponteiro Thiago Alves, da Cimed/Malwee. O jogador foi o maior pontuador do confronto, com 25 acertos – 16 no ataque, cinco no bloqueio e quatro no saque. O ponteiro terminou o duelo com fortes dores nas pernas, sinais de câimbra, após uma partida desgastante. O oposto Bob também se destacou e assinalou 24 vezes.


 


Pelo Pinheiros/Sky, Giba foi o principal pontuador, com 23 acertos, e Rodrigão marcou 19 vezes.


 


Giba e Bruno: encontro de gerações


 


Amigos, amigos, jogos à parte. Foi assim a partida entre Cimed/Malwee e Pinheiros/Sky. Após a “batalha”, Giba, do time paulista, e Bruno, do catarinense, analisaram o confronto lado a lado.


 


“Nesta Superliga todo jogo é uma decisão. Depois de um revés de dois sets, conseguimos buscar a virada. No primeiro set, até tivemos alguns momentos na frente, mas o Pinheiros marcou muito bem nosso jogo. Isso nos dificultou até a segunda parcial. Eles foram perfeitos na relação saque, bloqueio e defesa. A vitória nos sets iniciais foi mérito total deles”, avaliou o levantador Bruno.


 


Em seguida, Giba analisou os sets nos quais seu time foi derrotado. “A Cimed aproveitou mais os contra-ataques a partir do terceiro set. Enquanto isso, nosso time parou de sacar com eficiência. E a decisão foi para o tie-break e, aí, foi coração”, disse Giba, que resumiu a batalha: “Em momento algum ninguém desrespeitou ninguém. Esse jogo mostra, mais uma vez, o equilíbrio que é esta Superliga”, encerrou Giba, campeão olímpico em Atenas/2004.


 


E Bruno contou quem foi o principal beneficiado com este jogo. “O público. A torcida lotou o ginásio para ver um grande espetáculo. Espero que isso continue para sempre”, completou o levantador, medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Pequim/2008.


 


Marcelinho desfalca Pinheiros/Sky


 


O time paulista jogou desfalcado do levantador Marcelinho, poupado devido a uma virose. O experiente Joel foi o titular. Marcelinho entrou somente no final do terceiro set e durante a quarta parcial.


 


Na Cimed/Malwee, o central Lucão voltou a ser relacionado para uma partida, mas não começou como titular. Lucão recupera-se de dores nos joelhos e deverá voltar como titular somente na próxima partida contra o Fátima/Medquímica/UCS/SPFC (RS). No entanto, no terceiro set, o técnico Marcos Pacheco colocou o jogador que ficou até o final do duelo e foi decisivo na vitória catarinense.


 


 


EQUIPES


CIMED/MALWEE – Bruno, Bob, Renato, Thiago Alves, Éder e Ialisson. Líbero – Mário Jr.


Entraram – Leandro, Jamelão, Ivan, Lucão e Banana.


Técnico – Marcos Pacheco


 


PINHEIROS/SKY – Joel, Léo, Giba, Roca, Gustavo e Rodrigão. Líbero – Felipe.


Entraram – Aureliano, Pablo, Dirceu e Marcelinho.


Técnico – Carlos Alberto Villar Castanheira, o Cebola

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560