Federação Paulista de Volleyball

FPV

Cimed/Macaé vence o São Caetano/Mon Bijou e está na semi

12 mar 2007

Macaé (RJ) – A Cimed/Macaé (RJ) derrotou o São Caetano/Mon Bijou (SP), por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/13 e 25/17, neste domingo (11.03), no ginásio Maurício Bittencourt, em Macaé (RJ), e fechou a série melhor de cinco das quartas-de-final em 3 jogos a 1. Desta forma, a equipe do Norte-Fluminense será a adversária do Rexona-Ades (RJ), atual campeão, nas semifinais da Superliga feminina de vôlei 06/07.

O outro duelo será entre Finasa/Osasco (SP) e Fiat/Minas (MG), que eliminaram BrasilTelecom (DF) e Pinheiros/Blue Life (SP), respectivamente.

A levantadora Carol Albuquerque, da Cimed/Macaé, recebeu o Troféu VivaVôlei de melhor jogadora da partida, que teve duração de 1h14. A oposto Michelle, também da equipe comandada por Sérgio Negrão, foi a maior pontuadora em quadra, com 18 acertos.

Mesmo com o desfalque da ponteira Juliana Costa (lesionada no tornozelo), a Cimed/Macaé dominou tranqüilamente o início do primeiro set, com a defesa bem armada. Depois de abrir 13/6, o time contou com as gêmeas Monique e Michelle contra-atacando de forma eficiente para manter a vantagem (19/12). O São Caetano/Mon Bijou apresentou dificuldade na recepção e acionou poucas vezes a meio-de-rede Karin Rodrigues. Num bloqueio duplo, formado por Ângela Moraes e Carol Albuquerque, a equipe do Norte-Fluminense parou o ataque de Joyce e fechou em 25/20.

A Cimed/Macaé, oitava colocada nas estatísticas de bloqueio, dificultou o ataque do São Caetano/Mon Bijou no início do segundo set e abriu 8/0. Depois, o time do ABC Paulista passou a ter um melhor aproveitamento na defesa e a diferença caiu (16/11). A partir daí, a levantadora Carol Albuquerque fez a diferença, ao distribuir com velocidade as bolas para Michelle e encaixar a tradicional china com a meio-de-rede americana Danielle Scott. Num ace de Dani Scott, a Cimed/Macaé fechou em 25/13.

O terceiro set começou equilibrado, com a Cimed/Macaé vencendo por pequena vantagem (8/6). No entanto, a equipe comandada por Antônio Rizola cometeu muitos erros, principalmente no saque, e a Cimed/Macaé abriu 16/10. O São Caetano/Mon Bijou seguiu apresentando falhas na recepção e o time do Norte-Fluminense fechou em 25/17, numa cortada de Patrícia Cocco.

ANÁLISE DA PARTIDA

Sérgio Negrão, técnico da Cimed/Macaé – “Nosso time foi muito obediente taticamente. Apresentamos um saque agressivo e anulamos as principais jogadas do São Caetano/Mon Bijou, que há três anos mantém uma base. Conseguimos sucesso na relação bloqueio-defesa, o que nos proporcionou bons contra-ataques. A semifinal será uma nova fase. O Rexona-Ades tem um time pesado no saque e no bloqueio. Teremos de fazer novas combinações de ataque e jogar sem medo”.

Antonio Rizola, técnico do São Caetano/Mon Bijou – “Fizemos tudo o que estava a nosso alcance. A equipe mostrou uma enorme evolução desde o início da Superliga e revelou alguns talentos para o voleibol. Por isso mantenho a cabeça erguida”.

EQUIPES

CIMED/MACAÉ – Carol Albuquerque, Michelle, Patrícia Cocco, Monique, Ângela Moraes e Danielle Scott. Líbero : Dani Leal. Entraram: Renata, Jéssica e Soraia. Técnico : Sérgio Negrão.

SÃO CAETANO/MON BIJOU – Ana Cristina, Ciça, Dayse, Joyce, Karin Rodrigues e Paula. Líbero : Nine. Entraram: Natasha, Bárbara, Camila, Aninha e Suelle. Técnico : Antonio Rizola.

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560