Federação Paulista de Volleyball

FPV

Cimed/Brasil Telecom supera surpresa e leva título

16 mar 2009

 


 


Fonte: CBV


 


O meio-de-rede Lucas, da Cimed, foi eleito o melhor em quadra


 


Florianópolis (SC) – A primeira vez nunca se esquece. O ditado popular valeu para o Vôlei Futuro (SP), que fez a primeira final de sua curta história (quarto turno da Superliga Masculina de vôlei 08/09) neste sábado (14.03), contra A Cimed/Brasil Telecom (SC). Mesmo com a derrota por 3 sets a 1 (25/18, 24/26, 25/21 e 32/30), em 2h02 de jogo, no ginásio Capoeirão, em Florianópolis, o time paulista aprendeu bastante com a experiência do adversário, finalista das três últimas Superligas.


 


Finalista em todos os turnos da competição e vencedora de três deles, a Cimed/Brasil Telecom não encontrou um jogo fácil diante do adversário inexperiente em decisões. Vibrando bastante, o Vôlei Futuro conseguiu vencer um set e fez jogo duro no restante da partida.


 


“Já esperávamos uma partida complicada. O Vôlei Futuro fez um ótimo quarto turno e chegou com méritos nesta final. O grupo deles foi melhorando a cada jogo e, mais uma vez, esteve bem. Eles são jovens, estão buscando o seu espaço. Nós já passamos por isso. A partida foi decidida no detalhe. Talvez nossa experiência tenha pesado nos momentos decisivos”, afirma o líbero Mário Jr., da Cimed/Brasil Telecom.


 


Contente com o desempenho da sua equipe, o treinador Cezar Silva, do Vôlei Futuro, utilizará a final de turno como exemplo para seu time.


 


“Conseguimos equilibrar a partida, principalmente no segundo e quarto sets. Foi muito bom para nós. Acredito que tenha prevalecido o maior sincronismo do bloqueio/defesa da Cimed. Saímos daqui com mais volume de jogo para as finais”, analisa o treinador do time paulista.


 


Do outro lado, o técnico Marcos Pacheco, da Cimed/Brasil Telecom, enalteceu o espírito de sua equipe.


 


“O respeito pela final do turno foi fundamental para que chegássemos a vitória. Optamos por testar vários jogadores, mas nunca abrimos mão de conquistarmos o título. Nosso objetivo desde o início da competição foi chegar nessas decisões. Chegamos em todas e ganhamos três. Conquistamos a primeira etapa de nossa meta, que é o título da competição”, diz Marcos Pacheco.


 


O meio-de-rede Lucas, da Cimed/Brasil Telecom, foi eleito o melhor da partida e ganhou o troféu VivaVôlei. O oposto do Vôlei Futuro Wallace foi o maior pontuador do confronto, com 28 acertos, sendo seis de saque.


 


O JOGO


 


O primeiro set da partida foi marcado pelo nervosismo do Vôlei Futuro, que permitiu à Cimed/Brasil Telecom abrir uma larga vantagem desde o início. Explorando bastante as jogadas com os meios-de-rede Eder e Lucas, o levantador Bruninho conduziu o time à vitória: 25/18.


 


Na segunda parcial, quem entrou em ação foi o oposto Wallace, do Vôlei Futuro. Com um saque muito poderoso, ele conseguiu abrir uma pequena vantagem para seu time diante dos donos da casa. No entanto, a Cimed/Brasil Telecom correu atrás, chegou a empatar o jogo, mas não adiantou: 26/24 para os paulistas.


 


No terceiro set, quase uma repetição do primeiro. A diferença foi que ao invés do Vôlei Futuro mostrar nervosismo na quadra, o que pesou foi a qualidade do time da Cimed/Brasil Telecom. Destaque para o ponteiro Thiago Alves, que virou a maioria das bolas na parcial: 25/21.


 


No quarto e último set, o Vôlei Futuro voltou a chegar bem perto de uma vitória. Com um bom volume de jogo, a equipe paulista equiparou forças com a Cimed/Brasil Telecom, mas pecou nos momentos decisivos e acabou derrotada: 32/30.

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560