Federação Paulista de Volleyball

FPV

Brasil Vôlei Clube tem projeto de Lei de Incentivo aprovado

23 fev 2010

 


 


Fonte: Photo&Grafia Comunicação


 


Com isso, clube passa a ter uma chance maior de continuidade no trabalho das categorias de base


 


Santo André (SP) – As categorias de base do Brasil Vôlei Clube acabam de ganhar uma grande ajuda na busca pela sobrevivência na próxima temporada. Sem investidor certo após a retirada do patrocínio do Banco Santander, o clube conseguiu aprovar seu projeto junto ao Ministério do Esporte no último dia 10 e passa a contar com a chance de dar continuidade às equipes infanto-juvenil e juvenil que vêm, há 25 anos, revelando talentos para o voleibol brasileiro, e, ainda retomar com o time infantil.


 


A Lei funciona como uma importante ferramenta de colaboração ao esporte, já que permite que patrocinadores que invistam em projetos esportivos sejam favorecidos com isenção fiscal de 6% para pessoa física e 1% do IR (Imposto de Renda) devido para pessoa jurídica com base no lucro real. Com isso, o Brasil Vôlei Clube ganha uma oportunidade maior de encontrar um novo parceiro para continuar trabalhando futuras gerações da modalidade.


 


Para o presidente do clube, José Montanaro Jr., conseguir a aprovação do projeto é como ver uma luz no fim do túnel. “A Lei de Incentivo é uma das melhores ferramentas que o desporto de alto nível dispõe para tornar o Brasil uma futura potência olímpica, uma vez que este é caro e precisa de investimentos efetivos e diretos para obtenção de resultados positivos”, explicou Montanaro.


 


“Para nós, é motivo de muito orgulho, pois, segundo o presidente da comissão técnica, Ricardo Cappelli, foram centenas de projetos encaminhados ao Ministério e pouquíssimos foram aprovados, dentre eles o do Brasil Vôlei Clube. Mas temos que destacar que a aprovação é só uma parte do processo e que o principal, agora, é que Federação, Confederação, Prefeitura de São Bernardo, enfim, todos nós estaremos imbuídos na captação dos recursos necessários e aprovados”, concluiu Montanaro.


 


Já com o futuro incerto, o processo de seleção de novos jogadores que deveria ter acontecido no último mês de dezembro, acabou suspenso. Assim, 2009 foi o primeiro no ciclo de 25 anos em que não foi realizada a tradicional peneira da equipe.

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560