Federação Paulista de Volleyball

FPV

Brasil vence a Coréia do Sul

10 nov 2007

Kumamoto (JAP) – Quatro jogos separam a Seleção Brasileira adulta feminina de vôlei da vaga olímpica. Neste sábado (10.11), no Kumamoto Prefectural Gymnasium, o time verde-amarelo venceu pela sexta vez em sete partidas na Copa do Mundo 2007. O adversário foi a Coréia do Sul, que não resistiu à força das comandadas por José Roberto Guimarães: 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/17 e 25/17, em 1h06 de disputa. A ponteira Paula Pequeno terminou como a principal pontuadora, com 16 acertos, enquanto a levantadora Fofão recebeu o prêmio de melhor jogadora da partida. O próximo desafio será neste domingo (11.11), às 7h05 (de Brasília), no mesmo local, contra a República Dominicana. A TV Globo e o canal Sportv transmitem.

As três seleções mais bem colocadas da competição garantirão a classificação para os Jogos Olímpicos de Pequim. Após a realização da segunda rodada da terceira fase, o Brasil ocupa a terceira colocação, atrás de Itália e Estados Unidos, as únicas seleções invictas. O time europeu leva vantagem no primeiro critério de desempate, o ponto average (divisão dos pontos marcados pelos sofridos). Em quarto lugar está a Sérvia, com o mesmo número de vitórias que o Brasil, mas em desvantagem no ponto average.

Após a vitória sobre a Coréia do Sul, o técnico José Roberto Guimarães exaltou a atuação da equipe como um todo. “Fizemos uma grande partida. Bloqueamos bem e neutralizamos os ataques da Coréia. Nosso saque foi fundamental para a vitória. Vejo o time do Brasil muito focado, inclusive na disputa pelo título”, afirma.

Pela segunda partida consecutiva, a ponteira Jaqueline não foi utilizada pelo técnico, pois ainda se recupera de uma contratura na coxa direita. “Não contamos com a Jaqueline, que, com certeza, estará presente nos jogos futuros”, explica Zé Roberto.

Sexta maior pontuadora da Copa do Mundo com 98 acertos, a ponteira Paula Pequeno agradece à levantadora Fofão a boa fase. “Fui bem servida no ataque. Todos viram que a Fofão jogou muito bem e facilitou o meu trabalho. Apenas no saque não fiquei tão satisfeita por ter errado mais do que o normal. Sabíamos que era necessário imprimir um ritmo forte, para evitar que a Coréia do Sul crescesse na partida. E fomos felizes”, diz.

Paula fez seis dos nove pontos de bloqueio do Brasil na partida. A ponteira explica que o sucesso no fundamento se deve à obediência tática do time e à eficiência no saque. “O time foi obediente taticamente e determinado do início ao fim. Observamos e estudamos bastante a movimentação delas através do vídeo. Além disso, o nosso saque dificultou o passe das sul-coreanas”, ressalta.

Para a capitã e levantadora Fofão, o nível de concentração da equipe tem feito a diferença a favor do Brasil. “Foi um jogo muito importante. Entramos com atenção redobrada, principalmente após o jogo equilibrado que a Coréia do Sul realizou contra as cubanas (vitória de Cuba no tie-break). A equipe manteve a concentração e conseguiu neutralizar as jogadas de velocidade das sul-coreanas. Atuamos de maneira determinada”, elogia Fofão, que marcou no saque, com bola de segunda e até mesmo atacando.

PRÓXIMOS DESAFIOS – Depois de enfrentar a República Dominicana, o Brasil viajará para a cidade de Nagoya, onde realizará as últimas três partidas pela competição. A estréia na quarta fase será na próxima quarta-feira (14.11), às 3h05 (de Brasília), contra a Itália. No dia seguinte (15.11), à 1h35, medirá forças com a Sérvia. Na sexta (16.11), às 7h, as brasileiras encerrarão a participação na Copa do Mundo 2007 diante do Japão.

REGULAMENTO – As 12 seleções jogam entre si em turno único. O sistema é de pontos corridos, ou seja, a que somar o maior número de vitórias será a campeã. As três equipes mais bem posicionadas garantirão vaga para os Jogos Olímpicos de Pequim. Caso duas ou mais equipes somem o mesmo número de vitórias, o primeiro critério de desempate será o ponto average (divisão dos pontos marcados pelos pontos sofridos). Se mesmo assim persistir o empate, o segundo critério será o set average (divisão dos sets vencidos pelos sets perdidos).

EQUIPES

BRASIL – Fofão, Sheilla, Paula Pequeno, Sassá, Fabiana e Walewska. Líbero: Fabi.Entrou: Thaisa.Técnico: José Roberto Guimarães.

CORÉIA DO SUL – Yoo-Na Bae, Jung-Hee Ji, Sa-Nee Kim, Hea-Won La, Song-Yi Han e Se-Young Kim. Líber Hae-Ran Kim.Entraram: Mi-Ran Kwak e Hye-Seon Yeum.Técnico: Jung-Chul Lee.

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560