Federação Paulista de Volleyball

FPV

Brasil termina em quarto lugar após ser superado pela Rússia

27 jul 2008

Rio de Janeiro – A Seleção Brasileira Masculina de Vôlei foi superada pela Rússia por 3 sets a 1 (25/23, 25/19,23/25 e 19/25) e terminou a Liga Mundial 2008 em quarto lugar. A Rússia ficou com o bronze e neste momento Estados Unidos e Sérvia lutam pelo o ouro, também no ginásio do Maracanãzinho.

A delegação brasileira viaja na próxima TERÇA-FEIRA (29.07) para o Canadá, onde ficará apenas um dia. Depois, segue para Tóquio, permanecendo por cinco dias no Centro Olímpico de Treinamento Japonês. De lá, partem para Pequim.

Maior pontuador pelo lado brasileiro, o atacante Dante, com 18 acertos, fez questão de elogiar a postura tática russa, principalmente o desempenho do oposto Mikhaylov, maior pontuador da partida com 21 pontos.

“Eles erraram muito menos do que na primeira partida e também nos estudaram muito bem. O oposto que entrou nesta partida deu mais volume de jogo e não conseguimos pará-lo. Nosso bloqueio esteve abaixo do rendimento enquanto que o passe e a defesa deles estiveram muito bem. Acho que entramos na quadra desconcentrados e o resultado, infelizmente, foi este. Agora precisamos avaliar o que fizemos de errado, ter paciência e recuperar para a Olimpíada”, comenta.

Visivelmente abatidos, os jogadores brasileiros afirmaram que a derrota diante dos Estados Unidos na semifinal de sábado ainda não havia saído da cabeça.

“A derrota de ontem nos abateu e não tivemos tempo para esquecê-la. Não deu pra jogar assim”, diz o meio-de-rede Rodrigão.

“A Rússia jogou sem responsabilidade, sacou e bloqueou muito bem, dificultando o nosso jogo. O Giba e o Dante jogaram uma boa partida, mas o restante do grupo não conseguiu. O baque de ontem foi pesado demais”, admite o meio-de-rede Gustavo.

“Os russos entraram na quadra bem mais confiantes do que nós brasileiros. Levamos um baque e não conseguimos reverter. Agora temos que procurar esquecer o que aconteceu aqui, tentar corrigir o que erramos e partir para a Olimpíada. Temos que focar só nisso”, avisa o levantador Marcelinho, que no segundo set levou um tombo e deixou a quadra com uma contratura no pescoço. “Acho que cai em cima do Gustavo”, conta.

O levantador Bruninho aproveitou ainda para pedir desculpas à torcida.

“A derrota para os Estados Unidos ainda não tinha sido absorvida na nossa cabeça e tivemos muito pouco tempo para estudar o time russo. Acabamos jogando abaixo da expectativa. Peço desculpas para a torcida pela decepção. Eles fizeram uma festa linda e nós não cumprimos o nosso papel”, encerra.

Pelo lado russo, além da alegria pela vitória, os jogadores garantem ter atuado como um grupo.

“Jogamos com um verdadeiro time deve jogar. Fizemos o nosso melhor jogo desta temporada e para vencer o Brasil tem que ser assim. O bloqueio e o saque foram nossas grandes armas nesta partida”, conta Volkov.

“Nosso time está de parabéns pelo que apresentou hoje. Todos os jogadores estavam unidos com o mesmo espírito. Demos o nosso melhor na quadra e vencemos uma equipe que é uma potência. Temos que comemorar”, encerra o oposto Mikhaylov.

EQUIPES

BRASIL – Marcelinho, Giba, Dante, André Heller, Gustavo e André Nascimento. Líbero : Serginho. Entraram: Bruninho, Anderson, Rodrigão

RÚSSIA – Grankin, Mikhaylov, Kosarev, Tetyukhin, Volkov e Kuleshov.Líbero : Verbov. Entraram : Berezhko, Ostapenko e Poltavskiy.

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560