Federação Paulista de Volleyball

FPV

Brasil derrota as dominicanas

11 nov 2007

Kumamoto (JAP) – A Seleção Brasileira adulta feminina de vôlei deu um passeio nos adversários da terceira fase da Copa do Mundo 2007. Após ter superado Tailândia e Coréia do Sul por 3 sets a 0, o time verde-amarelo arrasou a República Dominicana, também por 3 a 0, desta vez com parciais de 25/16, 25/12 e 25/14, em 1h03 de disputa. A sétima vitória em oito partidas na competição manteve o Brasil na terceira colocação e na luta por uma das três vagas em jogo para as Olimpíadas de Pequim. A oposto Sheilla terminou como a principal pontuadora, com 18 acertos, e recebeu o prêmio de melhor jogadora do confronto, realizado neste domingo (11.11), no Kumamoto Prefectural Gymnasium.

O Brasil viajará, nesta segunda-feira (12.11), para a cidade de Nagoya, onde realizará as últimas três partidas pela competição. A estréia na quarta fase será na próxima quarta-feira (14.11), às 3h05 (de Brasília), contra a líder Itália. No dia seguinte (15.11), à 1h35, medirá forças com a Sérvia, que foi derrotada no tie-break, neste domingo (11.11), pela Polônia. Na sexta (16.11), às 7h, as brasileiras encerrarão a participação na Copa do Mundo 2007 diante do Japão.

Após a vitória sobre as dominicanas, o técnico José Roberto Guimarães elogiou a postura da Seleção Brasileira e destacou as atuações das meios-de-rede Fabiana e Walewska, que marcaram 11 e 10 pontos, respectivamente.

“Primeiramente, gostei do comportamento do time, que jogou concentrado o tempo todo. Gostei também do trabalho das duas centrais (Fabiana e Walewska), que só não fizeram mais pontos que a Sheilla. Além de pontuarem, deram consistência ao bloqueio e, conseqüentemente, à defesa”, afirma o treinador.

Para completar a análise, Zé Roberto acrescentou: “Seguimos o caminho na tentativa da classificação para as Olimpíadas de Pequim. Nosso próximo jogo é contra a Itália, que é um grande adversário e não perdeu ainda na competição. Sabemos do potencial da Itália e, como já disse, buscamos a vaga olímpica. E também temos a esperança de conquistar o título da Copa do Mundo. Por isso, não fiz substituições, nem testes durante a partida. Queria vencer jogo com o menor número de pontos possível, já que o ponto average (primeiro critério de desempate) pode ser decisivo no fim da competição”, diz o técnico, que realizou a primeira substituição na equipe no terceiro set, quando o Brasil vencia por 20/11 (Jaqueline na vaga de Paula).

Para a oposto Sheilla, principal pontuadora do Brasil na Copa do Mundo com 105 acertos, a determinação foi fundamental para a vitória. “O time esteve concentrado o tempo todo, conseguiu uma grande performance em todos os fundamentos e ganhou bem. O próximo jogo é contra a Itália e vamos fazer de tudo para ganhar”, conta a melhor jogadora e maior pontuadora da partida.

Fabiana, que fez dois dos três pontos de saque do Brasil no jogo, concordou com Sheilla. “Estivemos bem e determinadas em todos os fundamentos. Todo jogo está sendo encarado como uma final. A partir de agora, vamos nos concentrar na Itália. Será um duelo no qual os times se conhecem bastante”, afirma a meio-de-rede, terceira colocada nas estatísticas de saque da competição, com média de 0,39 por set.

A capitã Fofão, vice-líder no ranking de levantamento (média de 9,50 por set), fez um breve comentário depois da partida. “A equipe brasileira entrou bastante determinada para vencer a partida e conseguiu fazer o resultado de 3 sets a 0, que foi muito importante”, avalia.

De acordo com a ponteira Sassá, jogar com alegria foi fundamental contra as dominicanas. “O Zé Roberto nos orientou dizendo que era necessário vencer com a maior diferença de pontos possível e cumprimos bem o nosso papel. A felicidade a cada ponto conquistado contagiou a todos”, diz a jogadora, que pela terceira partida consecutiva começou como titular na vaga de Jaqueline.

EQUIPES

BRASIL – Fofão, Sheilla, Paula Pequeno, Sassá, Fabiana e Walewska. Líbero: Fabi.Entraram: Natália e Jaqueline.Técnico: José Roberto Guimarães.

REPÚBLICA DOMINICANA – Echenique, De La Cruz, Rodriguez, Cabral, Eve e Rondon. Líbero: Caso.Entraram: Gina Del Rosario, Ginnette Del Rosário, Nuñez e Castillo.Técnico: Beato Miguel Cruz.

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560