Federação Paulista de Volleyball

FPV

Brasil derrota a Coréia do Sul. Próximo desafio é o Canadá

09 jun 2007

São Paulo – A Seleção Brasileira adulta masculina de vôlei conseguiu, neste sábado (09.06), a sexta vitória em seis jogos na Liga Mundial 2007, a quarta delas sobre a Coréia do Sul. Um dos destaques do duelo válido pelo grupo A foi Samuel, que desta vez atuou como ponteiro e ajudou o Brasil a ganhar por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 25/19 e 25/14, em 1h11 de jogo. As 10.789 pessoas que lotaram o ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, comprovaram a força do conjunto brasileiro e o êxito do trabalho do grupo liderado pelo técnico Bernardinho. Mais uma vez, o técnico promoveu um revezamento entre jogadores jovens e experientes na equipe.

O maior pontuador do duelo foi Samuel, com 16 acertos. O meio-de-rede e capitão Rodrigão anotou 11. Quem mais marcou pela Coréia do Sul foi o capitão Lee, com 10. Na quarta rodada, o adversário do Brasil será o Canadá, nos dias 15 e 16 de junho, às 10h, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, com transmissão da TV Globo.

O técnico Bernardinho fez três modificações no time para a partida contra os sul-coreanos. No levantamento, Marcelinho entrou na vaga de Bruno. No ataque, entraram os ponteiros Nalbert e Samuel – este último atuou como oposto nos jogos anteriores. Com isso, Murilo e Roberto Minuzzi ficaram como opções no banco. O oposto Anderson, os meios-de-rede Gustavo e Rodrigão e o líbero Alan completaram a equipe nesta quarta disputa entre as equipes na edição 2007 da Liga Mundial.

Após o jogo, Bernardinho avaliou o desempenho dos sul-coreanos e elogiou a qualidade do grupo brasileiro. “A Coréia do Sul, que precisa de velocidade e energia, se entregou em alguns momentos. Novamente, não ofereceu resistência. A condição física de seus jogadores não era das melhores e, por isso, alternaram bons e maus momentos. Nosso bloqueio não fez tantos pontos hoje e nós, provavelmente, tivemos mais erros que ontem. Isso foi o que fez a diferença no placar. Estamos em um período de testes e essas partidas foram importantes. Agora é pensar no Canadá”, diz Bernardinho.

O ponta Nalbert comentou o fato de atuar ao lado de Samuel. “Esse ‘moleque’ (Samuel), vou te contar! Se bobear ele joga até como levantador! Está numa forma impressionante. Fica fácil jogar ao lado dele. E quem ganha é a seleção brasileira, pois quem estiver entre os 12 inscritos (para as finais da Liga e para o Pan) vai representar bem o País”, explica.

JOGO – O primeiro set foi equilibrado. No primeiro tempo técnico, a Coréia do Sul estava em vantagem (8/7). Os asiáticos marcavam bem as jogadas do Brasil e exploravam com sucesso as bolas de segurança de Lee. A velocidade era uma das estratégias utilizadas com o intuito de fugir do bloqueio brasileiro. Desta forma, as equipes se revezavam na liderança do placar. Mas, em uma cortada de Samuel, o Brasil abriu dois pontos de vantagem (22/20). O último ponto do set foi em um erro do sul-coreano Lee, que sacou na rede: Brasil 25/22.

A Seleção Brasileira impôs o seu ritmo logo no início do segundo set (6/3). A diferença chegou a sete pontos quando Lee atacou para fora (13/6). A partir daí, os sul-coreanos foram agressivos no saque e a diferença caiu para três pontos (13/16). Quando o placar marcava 18/17 para o Brasil, Bernardinho solicitou tempo, orientou os jogadores e a equipe abriu vantagem novamente: 21/17. Assim como na primeira parcial, o segundo set acabou num erro de saque coreano. Desta vez, Yung-Suk Shin sacou para fora e o Brasil fechou em 25/19.

No terceiro set, o Brasil eficiente no ataque, não teve qualquer dificuldade para superar os sul-coreanos. Numa jogada rápida de meio, combinada entre Bruno e Rodrigão, o Brasil ficou perto da vitória (23/12). O último ponto da partida foi de Thiago Alves, que, assim como os demais jogadores que começaram a partida no banco, deu conta do recado quando foi acionado: 25/14.

Após o jogo, Eder disse que se inspirou em Gustavo para esse jogo. “Na partida de ontem (sexta), o Gustavo deu um exemplo de como se deve jogar. Procuro me espelhar nele. Peguei o vídeo do jogo e analisei a sua atuação. Estudei como poderia ser a melhor forma de marcar os sul-coreanos e deu certo. Entrei ali no final, virei três ou quatro bolas para tentar manter o ritmo. O importante nesse grupo é que quando não está bem em um fundamento, outro supre a lacuna”, diz o meio-de-rede, que na verdade fez seis dos 25 pontos do Brasil no terceiro set.

Já o central Gustavo fez um rápido resumo da partida: “A Coréia (do Sul) foi um pouco melhor hoje e dificultou um pouquinho mais no início da partida. Principalmente porque entramos com uma formação nova e o entrosamento demorou para fluir. Agora, vamos estudar o Canadá. Faz tempo que não faço uma partida contra essa equipe e preciso ver o vídeo para poder falar”, conta.

Capitão da Seleção Brasileira, Rodrigão destacou a vibração da torcida. “A partida de hoje foi um espetáculo mais bonito para a torcida. A Coréia do Sul jogou melhor do que ontem e contribuiu para que isso acontecesse. No entanto, nós mantivemos o nosso ritmo de jogo e vencemos”, encerra.

O Brasil está no grupo A da Liga Mundial, ao lado de Coréia do Sul, Canadá e Finlândia. As finais da competição serão realizadas entre 11 e 15 de julho, em Katowice, na Polônia.

Para as partidas em Belo Horizonte, na próxima semana, Bernardinho adianta: “O André Nascimento ficará entre os 12 selecionados. O Dante chegou em boas condições físicas e deverá estar no grupo. O Giba está com todo o gás e quer voltar, mas precisamos ir com calma nesse primeiro momento. O Marcelinho, que só teve quatro dias de férias, ficará trabalhando apenas a parte física durante a semana. Com isso, o Ricardo poderá voltar”, finaliza o treinador.

Seleção se reapresenta nesta segunda

A equipe brasileira se reapresentará ao técnico Bernardinho na próxima segunda-feira (11.06), no Rio de Janeiro. Na terça-feira (12.06), o treino, das 8h às 10h30, será aberto para a imprensa. Os jogadores treinarão no Centro de Capacitação Física do Exército na Urca, no Rio de Janeiro.

EQUIPES

BRASIL – Marcelinho, Anderson, Samuel, Nalbert, Gustavo e Rodrigão. Líbero: Alan. Entraram: Thiago Alves, Bruno e Éder. Técnico: Bernardinho.

CORÉIA DO SUL – Kwon, Lee, Yo-Han Kim, Park, Hyun-Yong Ha e Kyoung-Min Ha. Líbero: Yeo. Entraram: Yung-Suk Shin, Hak-Min Kim, Song e Moon. Técnico: Jung –Tak Yoo.

Fonte: CBV

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560