Federação Paulista de Volleyball

FPV

Bloqueio é força do Finasa nas semifinais da Superliga

01 abr 2008

Time prevê equilíbrio na partida prevista para domingo, em Brusque

Osasco (SP) – O Finasa prepara-se para enfrentar o Brasil Telecom (SC) no playoff semifinal da Superliga Feminina de Vôlei de 2007/2008. Uma das forças da equipe orientada pelo técnico Luizomar de Moura para lutar por uma vaga na final é o bloqueio. O fundamento será aproveitado na estréia da série melhor-de-três partidas, na Arena Multiuso, no domingo, às 12h30, na cidade catarinense de Brusque. A data e o horário do confronto ainda estão sujeitos à alteração pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Com a segunda melhor campanha no campeonato, o Finasa tem 25,89% de aproveitamento no bloqueio. Apenas a meio-de-rede Adenízia, por exemplo, atingiu a marca de 115 pontos neste fundamento com 35,38% de sucesso, um desempenho excepcional. Os números, aliás, superam os conquistados pelo Brasil Telecom que tem o segundo melhor bloqueio na Superliga, com 28,22 % de acertos.

Adenízia aponta uma solução para o elenco tentar desequilibrar a partida. “Temos de jogar com muita inteligência e manter a eficiência no saque. Quebrar o passe da equipe catarinense ajuda diretamente a regularidade do nosso bloqueio”, comentou a mineira, de 1,87 m e 21 anos. “Precisamos manter essa qualidade técnica e, por outro lado, tentar surpreender o bloqueio adversário com um forte e veloz ataque.”

A norte-americana Danielle Scott, também meio-de-rede da equipe, é outra que aposta tanto no bloqueio quanto no ataque do grupo. “Nosso fundamento está muito bom, porém precisamos explorar a rede do adversário por meio de nossas ponteiras”, destacou a jogadora, que usa a experiência de três olimpíadas para apoiar a jovem Adenízia. “Estamos juntas na relação bloqueio-defesa. Além disso, acreditamos que todas as posições irão se destacar na partida.”

Já Luizomar analisa todas as relações táticas e técnicas do grupo. A diretriz, de acordo com o treinador, não é focar somente no bloqueio. “O objetivo do time é se sobressair em todos os fundamentos treinados durante a semana. Um bom saque, por exemplo, pode dificultar a recepção do Brasil Telecom e facilitar nosso bloqueio”, comentou. “Então, vamos buscar um desempenho positivo de todas as jogadoras para vencermos qualquer sistema tático.”

Na outra semifinal, o Rexona-Ades está classificado depois de eliminar o Vôlei Futuro, de Araçatuba, por 2 jogos a 0. O adversário sairá do confronto entre São Caetano/Detur e Pinheiros/Blausiegel, que está empatado por 1 a 1.

Fonte: ZDL

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560