Federação Paulista de Volleyball

FPV

AÇÚCAR UNIÃO E MRV LUTAM PELA SEGUNDA VAGA NA SEMI

30 set 2003

São Paulo – O Campeonato Paulista Feminino de Vôlei chega à quinta e última rodada do returno da fase de classificação, com apenas um semifinalista definido: o BCN/Osasco. Das demais equipes, apenas o Açúcar União/São Caetano e o MRV/São Bernardo podem ficar com a outra vaga antecipada, sem ter de disputar as quartas-de-final.

Vice-campeão estadual, o Açúcar União/São Caetano tem uma partida bastante complicada para encerrar esta fase. O time do técnico William Carvalho encara o BCN/Osasco, que está invicto nas nove rodadas do Paulista e há 25 jogos no total. O clássico será nesta quarta-feira, às 20h30, no Ginásio José Liberatti, em Osasco, mas o São Caetano não está muito ansioso.

“Esse jogo pode até não ser tão decisivo assim, depende do resultado de MRV x Pinheiros. Se perdermos, não vamos escolher adversário nas quartas, já que o Ecus/Suzano e o Fadenp Clube são boas equipes. Lógico que vamos correr atrás da vitória, mas não estamos pressionados”, disse William, ex-levantador da seleção brasileira.

Na verdade, o São Caetano está em uma situação mais tranqüila do que o MRV. Se o Pinheiros vencer, por qualquer placar, e o time de William perder, mesmo assim ficaria com a vaga nos critérios de desempate. E se o MRV vencer e o Açúcar União não, este ficaria na terceira colocação, e evitaria um confronto com o BCN na semifinal, se vencer nas quartas.

Mesmo assim, é com tranqüilidade, e pensando na vitória que o MRV/São Bernardo vai encarar o Pinheiros na última partida de ambos pelo returno. O clássico também será nesta quarta, às 20h30, no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo. Vindo de uma difícil vitória por 3 a 1 sobre o Ecus/Suzano, o time do técnico Antonio Rizola entra com bastante moral.

“Nosso time é jovem, se complicou um pouco no início, mas eu gostei muito da reação. O bloqueio também me agradou muito. Contra o Pinheiros, eu espero um jogo bem complicado. No primeiro turno, vencemos por 3 a 2, depois de estar na frente por 2 a 0. A maior dificuldade é que eles são um time que não desiste nunca”, analisou Rizola, que espera contar com a volta da levantadora Gisele em 20 dias, talvez para a disputa das semifinais.

Outro jogo – Na terceira partida da rodada, o Ecus/Suzano, que fez bons jogos contra os favoritos, tenta a segunda vitória no principal torneio estadual do País, desta vez fora de casa. O time do técnico Frank enfrenta o Fadenp Clube, que ainda não venceu, nesta quarta, às 20h30, no Ginásio da ADC General Motors, em São José dos Campos. No primeiro turno, a vitória foi do Ecus, por 3 a 1.

Milton Alves, José Eduardo Martins e Fábio Fleury – Local da Comunicação

Veja também:

Rua Dr. Rafael de Barros, 596
CEP: 04003-043 - São Paulo, SP
(11) 3053-9560